Quarta-feira, 16 de janeiro de 2008, atualizada às 12h17

Pólo de atendimento ao eleitor realiza cerca de cem alistamentos por dia. Movimento ainda deve triplicar


Priscila Magalhães
Repórter

Foi só virar o ano que o movimento de eleitores em busca do título aumentou consideravelmente no Pólo de Atendimento ao Eleitor. Segundo a coordenadora do Pólo, Cristiane Barreto dos Santos, de dezembro de 2007 a janeiro deste ano, a procura aumentou cerca de 40%.

"São jovens entre 16 e 18 anos que tem nos procurado para fazer o alistamento. Estamos atendendo cerca de cem pessoas por dia só com esta atividade", garante. Mas, essa quantidade de títulos expedidos, não significa que os jovens querem votar nas próximas eleições.

"Percebo que a maioria vem fazer o título, porque precisam do documento para outros fins. Alguns não sabem nem por que devem ter o documento. Eles vêm junto com algum amigo que vai fazer e acabam pedindo também", conta Cristiane. Para ela, está faltando consciência política. "A procura pelo documento aumentou, mas os jovens que têm consciência política são poucos".

O prazo para tirar o título de eleitor termina em 07 de maio e o movimento no pólo vai aumentar ainda mais com a proximidade desta data. "Costumamos fazer plantão quando o prazo se aproxima para atender todo mundo. Acredito que o movimento ainda deve dobrar ou, até mesmo, triplicar até maio", completa.

Segundo turno

Juiz de Fora ocupa o 33º lugar na lista dos cem maiores colégios eleitorais do país. Entre janeiro e dezembro de 2007, o número de eleitores subiu de 354.672 para 362.011, um aumento de cerca de 2% e superior ao de 2006, quando foi de 0,77%. Entre janeiro e dezembro daquele ano, o número passou de 351.228 para 353.953, de acordo com as estatísticas do eleitorado contidas no site do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Com estes números, Juiz de Fora está entre as 76 cidades do Brasil e entre os sete municípios mineiros que poderiam ter segundo turno nas eleições de 2008. As demais cidades mineiras são: Belo Horizonte (com 1.741.899 eleitores), Contagem (395.156), Uberlândia (386.651), Betim (219.505), Montes Claros (219.344) e Uberaba (200.209). Isso só ocorre quando o município tem mais de 200 mil eleitores, como determina a Constituição Federal, e quando nenhum candidato consiga a maioria absoluta dos votos no primeiro turno.

Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.