• Assinantes
  • Autenticação
  • Cidade

    Crimes violentos têm menor índice dos últimos dez anos PM considera que a criminalidade no Centro está controlada. Medidas são adotadas para contribuir ainda mais com a queda de ocorrências


    Daniele Gruppi
    Repórter
    16/4/2009

    O Centro de Juiz de Fora registra o menor índice de ocorrências de crimes violentos nos últimos dez anos. Em 2006, ano em que a incidência foi maior, foram registradas 892. Em 2007, o número caiu para 422 e, em 2008, para 303. Em 2009, até o momento, foram feitas 47 ocorrências.

    São considerados crimes violentos roubo, assaltos à mão armada, estupros, homicídios, dentre outros. Segundo o capitão responsável pela 30ª Companhia da Polícia Militar (PM), Wallace Brandão Vidal, a criminalidade no centro está controlada. Para ele, a queda de crimes se deve à política de prevenção adotada. Atualmente, há um policial militar em cada ponto considerado crítico no Centro.

    O número de roubos a pedestres na área central preocupa as autoridades. Em 2008, foram 225 roubos, sendo 70 a mão armada e 155 utilizando força física. O capitão Brandão afirma que, em grande parte das ocorrências, a vítima dá oportunidade para o ladrão agir.

    Estatísticas da PM demonstram que nas primeiras semanas de cada mês ocorrem a maioria das ocorrências. "São os dias em que os juizforanos recebem os salários e os benefícios. São também os dias de pagamentos. A circulação de dinheiro é maior do que no decorrer do mês."

    Medidas

    Foto
 de uma fila no banco e de um policial fazendo a guarda Para que os números continuem a cair, algumas medidas são tomadas na cidade. Além dos programas de prevenção que já são adotados, como Se essa rua fosse minha, a Polícia Militar se reúne, a cada três meses, com representantes da Secretaria de Defesa Social do Estado de Minas Gerais para discutir oficialmente os problemas de segurança em cada região do município e, consequentemente, para lançar novas estratégias de combate à criminalidade.

    Outra iniciativa é da Associação Comercial e Empresarial de Juiz de Fora (ACJF), que se mobiliza para implantar o Conselho de Segurança da Área Central. O objetivo é tornar as discussões sobre segurança pública permanentes na cidade.

    Segundo o assessor de imprensa da ACEF, Rodrigo Vasconcellos, o Conselho será composto por representantes das polícias civil, militar e federal, da Câmara Municipal, da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), do comércio, da indústria, da Prefeitura, dente outros.

    Em 2001, uma comissão foi criada com a mesma finalidade, mas com a mudança de gestão da ACEJF, os trabalhos não tiveram continuidade. "A repercussão do Conselho foi positiva, por isso, pretendemos implantá-lo novamente."

    Foto
 de uma moça conversando com policial Uma das propostas é aumentar a segurança eletrônica. "Queremos uma Juiz de Fora cada vez mais segura." As câmeras de vigilância, que monitoravam o Centro, estão sem funcionar desde dezembro do ano passado. "Queremos proteger o comerciante, o consumidor e o morador da região."

    A camelô Maria José Montinotti apoia toda iniciativa que possa contribuir para aumentar a segurança nas ruas. O vendedor Daniel Chitarra de Oliveira diz que adota algumas medidas para evitar ser vítima de um assalto. "Não ando na rua com dinheiro." Para ele, a presença de policiais no Centro ajuda a inibir a ação dos criminosos.

    I Conferência Nacional de Segurança Pública

    A Segurança Pública em Juiz de Fora também vai ser debatida na etapa municipal da I Conferência Nacional de Segurança Pública. O objetivo é discutir temas como cidadania, prevenção e repressão ao crime. A etapa acontece nos dias 25 e 27 de maio.

    A I Conferência Nacional de Segurança Pública (Conseg) está relacionada ao Programa Nacional de Segurança Pública com Cidadania (Pronasci), uma experiência inédita no enfrentamento ao crime e que tem como foco o controle e a prevenção da violência. O programa une políticas de segurança pública e ações sociais para atuar nas raízes socioeconômicas da criminalidade.

    Enquete
    Como você avalia a segurança no centro de Juiz de Fora?
        Boa
        Precisa melhorar
        Péssima
        A população ainda precisa fazer a sua parte
        Faltam mais ações para considerar que a situação está controlada
       

    ATENÇÃO: o resultado desta enquete não tem valor de amostragem científica e se refere apenas a um grupo de visitantes do Portal ACESSA.com.

    Os textos são revisados por Madalena Fernandes

    A Melhor Internet Está Aqui

    Conheça nossos planos e serviços

    (32) 2101-2000

    A melhor internet está aqui!

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.