Sexta-feira, 8 de abril de 2011, atualizada às 19h

Obras da BR-482 que liga os municípios de Carangola e Fervedouro vão custar mais de R$ 7 milhões

Jorge Júnior
Repórter

Mais de R$ 7 milhões vão ser investidos em obras na BR-482, que liga os municípios de Carangola e Fervedouro. De acordo com a assessoria de imprensa do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), o edital de licitação para a contratação da empresa que vai executar o trabalho, vai ser divulgado ainda este mês.

A verba vai ser destinada para os sete pontos da rodovia que estão em situação precária, há mais de cinco anos. Entre os problemas constatados na pista, o setor detectou erosão, barreiras, além do mais grave que é um afundamento na via, devido a um defeito geográfico na encosta onde ela foi construída. "A estrada está movimentando e devido a este problema a via está descendo." Há cerca de 30 dias, a erosão agravou-se e acabou provocando a queda da estrada.

Devido a esta situação de precariedade, a estrada está operando em meia pista, já que no local não existe um desvio asfaltado. Apesar desses problemas, o DNIT afirma que o trecho está bem sinalizado, evitando acidente. Segundo o departamento, após o afundamento, foi criado um degrau na estrada, o que acaba provocando um congestionamento. Os motoristas não têm como passar correndo devido à precariedade. Às vezes, os carros de grande porte ficam agarrados no degrau, por causa de uma obra de contenção que foi executada.

Desvio sem asfalto

De acordo com o DNIT, existem duas estradas de terra dentro de fazendas, que podem ser as alternativas para os motoristas. A primeira opção é, saindo de Carangola, passando por Manhumirim, por Manhuaçu, pela BR-262 e chegando a BR-116. Já a outra opção é sair de Carangola, passar pelo município de Eugenópolis, seguindo pela cidade de Patrocínio de Muriaé, pegando trecho da BR-356, com sentido a Muriaé e finalizando na BR-116. Segundo as informações do DNIT, o serviço deve ser concluído em seis meses.

Os textos são revisados por Thaísa Hosken

Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.