• Assinantes
  • Autenticação
  • Cidade
    Segunda-feira, 27 de junho de 2011, atualizada às 18h55

    Servidores do Ipsemg de Juiz de Fora cruzam os braços a partir desta terça-feira

    Jorge Júnior
    Repórter
    ipsemg

    Servidores do Instituto de Previdência dos Servidores do Estado de Minas Gerais (Ipsemg) de Juiz de Fora  entram em greve a partir desta terça-feira, 28 de junho.

    De acordo com a presidente do Sindicado dos Servidores do Ipsemg (Sisipsemg), Antonieta de Cássia, os profissionais reivindicam reajuste salarial; cumprimento do plano de carreira, com promoção e progressão; melhorias das condições de trabalho para os servidores do interior do Estado que não recebem vale-transporte, ao contrário daqueles que trabalham em Belo Horizonte; além da realização de concurso público.

    "Desde 2000 que não é realizado um concurso público e, desde então, muitos funcionários deixaram o cargo por causa da remuneração, o que provocou uma lacuna em vários setores." A funcionária do órgão em Juiz de Fora, Marlene de Fátima Fernandes, afirma que os 30 profissionais do departamento local só recebem R$ 35 referentes ao vale-transporte. "Diferentemente da capital, aqui não temos o auxílio transporte."

    A greve

    De acordo com Antonieta, os servidores estão em estado de greve há trinta dias. A decisão de cruzar os braços foi tomada em assembleia realizada no dia 16 de junho, na capital mineira (foto acima).  De acordo com a presidente, outra assembleia da categoria vai ser realizada nesta terça-feira, dia 28, para decidir se os profissionais irão manter a paralisação. O sindicato informou que os serviços serão realizados em escala mínima, mantendo os atendimentos essenciais, de urgência e de emergência. O Ipsemg aguarda uma resposta do governo de Minas Gerais a respeito das reivindicações.

    Os textos são revisados por Thaísa Hosken

    A Melhor Internet Está Aqui

    Conheça nossos planos e serviços

    (32) 2101-2000

    A melhor internet está aqui!

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.