Sexta-feira, 21 de novembro de 2014, atualizada às 08h53

Ascomcer recebe terreno para ampliação do número de leitos

Ascomcer

Uma solenidade agendada para as 16h desta sexta-feira, 21 de novembro, oficializará o repasse de um terreno da Prefeitura de Juiz de Fora para a Associação Feminina de Prevenção e Combate ao Câncer de Juiz de Fora (ASCOMCER).

Localizado na área adjacente à instituição, no bairro Cascatinha, o terreno de 12.200 metros quadrados possibilitará a construção de um novo edifício terá a capacidade de abrigar 159 leitos, que serão distribuídos para ampliação dos leitos do CTI, Pediatria, Clínica Média e Clínica Cirúrgica. A obra receberá aporte de R$ 40 milhões.

O pedido da cessão do terreno vem sendo pleiteado pela Associação desde 1999. Atualmente, o hospital conta com 72 leitos para o Sistema Único de Saúde (SUS) e nove leitos particular. Com a implantação do novo prédio serão mais 120 leitos para o SUS e 43 particular. O novo prédio contará, ainda, com três andares de garagem e mais seis andares para atendimento, com centro cirúrgico, Centro de Terapia Intensiva e maior assistência em radioterapia e quimioterapia

A proposta da nova edificação é promover a redistribuição dos serviços ambulatoriais prestados, melhorando consideravelmente o espaço físico e capacidade para atendimento da quimioterapia, consultórios, triagens, radiologia com implantação de novos equipamentos e a reforma do setor atual da radioterapia com a implantação de uma nova sala para um futuro novo aparelho de acelerador linear.

Sexta-feira, 21 de novembro de 2014, atualizada às 08h53

Ascomcer recebe terreno para ampliação do número de leitos

Ascomcer

Uma solenidade agendada para as 16h desta sexta-feira, 21 de novembro, oficializará o repasse de um terreno da Prefeitura de Juiz de Fora para a Associação Feminina de Prevenção e Combate ao Câncer de Juiz de Fora (ASCOMCER).

Localizado na área adjacente à instituição, no bairro Cascatinha, o terreno de 12.200 metros quadrados possibilitará a construção de um novo edifício terá a capacidade de abrigar 159 leitos, que serão distribuídos para ampliação dos leitos do CTI, Pediatria, Clínica Média e Clínica Cirúrgica. A obra receberá aporte de R$ 40 milhões.

O pedido da cessão do terreno vem sendo pleiteado pela Associação desde 1999. Atualmente, o hospital conta com 72 leitos para o Sistema Único de Saúde (SUS) e nove leitos particular. Com a implantação do novo prédio serão mais 120 leitos para o SUS e 43 particular. O novo prédio contará, ainda, com três andares de garagem e mais seis andares para atendimento, com centro cirúrgico, Centro de Terapia Intensiva e maior assistência em radioterapia e quimioterapia

A proposta da nova edificação é promover a redistribuição dos serviços ambulatoriais prestados, melhorando consideravelmente o espaço físico e capacidade para atendimento da quimioterapia, consultórios, triagens, radiologia com implantação de novos equipamentos e a reforma do setor atual da radioterapia com a implantação de uma nova sala para um futuro novo aparelho de acelerador linear.

-
Sexta-feira, 21 de novembro de 2014, atualizada às 08h53

Ascomcer recebe terreno para ampliação do número de leitos

Ascomcer

Uma solenidade agendada para as 16h desta sexta-feira, 21 de novembro, oficializará o repasse de um terreno da Prefeitura de Juiz de Fora para a Associação Feminina de Prevenção e Combate ao Câncer de Juiz de Fora (ASCOMCER).

Localizado na área adjacente à instituição, no bairro Cascatinha, o terreno de 12.200 metros quadrados possibilitará a construção de um novo edifício terá a capacidade de abrigar 159 leitos, que serão distribuídos para ampliação dos leitos do CTI, Pediatria, Clínica Média e Clínica Cirúrgica. A obra receberá aporte de R$ 40 milhões.

O pedido da cessão do terreno vem sendo pleiteado pela Associação desde 1999. Atualmente, o hospital conta com 72 leitos para o Sistema Único de Saúde (SUS) e nove leitos particular. Com a implantação do novo prédio serão mais 120 leitos para o SUS e 43 particular. O novo prédio contará, ainda, com três andares de garagem e mais seis andares para atendimento, com centro cirúrgico, Centro de Terapia Intensiva e maior assistência em radioterapia e quimioterapia

A proposta da nova edificação é promover a redistribuição dos serviços ambulatoriais prestados, melhorando consideravelmente o espaço físico e capacidade para atendimento da quimioterapia, consultórios, triagens, radiologia com implantação de novos equipamentos e a reforma do setor atual da radioterapia com a implantação de uma nova sala para um futuro novo aparelho de acelerador linear.