Quinta-feira, 6 de agosto de 2015, atualizada às 12h07

Delegado apresenta dois suspeitos de assassinatos em Juiz de Fora

Lucas Soares
Repórter

O delegado Rodrigo Rolli, titular da Delegacia Especializada em Homicídios, apresentou mais dois suspeitos de envolvimento em assassinatos em fevereiro de 2015, no bairro Olavo Costa, na região Sudeste de Juiz de Fora, e no bairro Nova Germânia, na Cidade Alta. Ambos os crimes têm como plano de fundo o tráfico de drogas.

Rolli explica que o preso, 22, envolvido no caso do Olavo Costa faz parte de uma quadrilha que cometia os crimes na região. Os outros quatro autores já estavam presos. "São dois inquéritos diferentes, de uma leva de oito, que surgiram no início do ano. Eles são na Travessa Filonila Carlota de Jesus e hoje apresentamos o mandante destes homicídios, a cabeça destes crimes. O pedido de prisão preventiva foi decretado pelo Poder Judiciário e a prisão foi efetuada durante o final de semana pela Polícia Militar. Todos os cinco que estavam constantemente envolvidos em ocorrências de homicídios estão detidos", fala.

O outro suspeito apresentado pelo delegado está ligado ao assassinato de um homem de 29 anos no bairro Nova Germânia. Na ocasião, a vítima foi atingida por treze disparos de arma de fogo. "O outro crime também ocorreu em fevereiro, e a investigação já está avançada há bastante tempo. Um dos suspeitos está foragido e o outro foi preso pela Delegacia de Tóxicos há um tempo, mas conseguimos comprovar a participação dele no homicídio e chegar à autoria. Este rapaz que apresentamos é o executor do crime. O mandante encontra-se foragido", explica.

Caso Goldoni

Segundo Rolli, a expectativa é de que o inquérito envolvendo a morte do jovem Matheus Goldoni seja fechado até o dia 20 de agosto. O rapaz foi encontrado sem vida na cachoeira do bairro Vale do Ipê, na região central de Juiz de Fora, na manhã do dia 17 de novembro de 2014, após desaparecer na madrugada do dia 15 na saída de uma boate. Ele não deu detalhes de como andam as investigações.

Quinta-feira, 6 de agosto de 2015, atualizada às 12h07

Delegado apresenta dois suspeitos de assassinatos em Juiz de Fora

Lucas Soares
Repórter

O delegado Rodrigo Rolli, titular da Delegacia Especializada em Homicídios, apresentou mais dois suspeitos de envolvimento em assassinatos em fevereiro de 2015, no bairro Olavo Costa, na região Sudeste de Juiz de Fora, e no bairro Nova Germânia, na Cidade Alta. Ambos os crimes têm como plano de fundo o tráfico de drogas.

Rolli explica que o preso, 22, envolvido no caso do Olavo Costa faz parte de uma quadrilha que cometia os crimes na região. Os outros quatro autores já estavam presos. "São dois inquéritos diferentes, de uma leva de oito, que surgiram no início do ano. Eles são na Travessa Filonila Carlota de Jesus e hoje apresentamos o mandante destes homicídios, a cabeça destes crimes. O pedido de prisão preventiva foi decretado pelo Poder Judiciário e a prisão foi efetuada durante o final de semana pela Polícia Militar. Todos os cinco que estavam constantemente envolvidos em ocorrências de homicídios estão detidos", fala.

O outro suspeito apresentado pelo delegado está ligado ao assassinato de um homem de 29 anos no bairro Nova Germânia. Na ocasião, a vítima foi atingida por treze disparos de arma de fogo. "O outro crime também ocorreu em fevereiro, e a investigação já está avançada há bastante tempo. Um dos suspeitos está foragido e o outro foi preso pela Delegacia de Tóxicos há um tempo, mas conseguimos comprovar a participação dele no homicídio e chegar à autoria. Este rapaz que apresentamos é o executor do crime. O mandante encontra-se foragido", explica.

Caso Goldoni

Segundo Rolli, a expectativa é de que o inquérito envolvendo a morte do jovem Matheus Goldoni seja fechado até o dia 20 de agosto. O rapaz foi encontrado sem vida na cachoeira do bairro Vale do Ipê, na região central de Juiz de Fora, na manhã do dia 17 de novembro de 2014, após desaparecer na madrugada do dia 15 na saída de uma boate. Ele não deu detalhes de como andam as investigações.

-
Quinta-feira, 6 de agosto de 2015, atualizada às 12h07

Delegado apresenta dois suspeitos de assassinatos em Juiz de Fora

Lucas Soares
Repórter

O delegado Rodrigo Rolli, titular da Delegacia Especializada em Homicídios, apresentou mais dois suspeitos de envolvimento em assassinatos em fevereiro de 2015, no bairro Olavo Costa, na região Sudeste de Juiz de Fora, e no bairro Nova Germânia, na Cidade Alta. Ambos os crimes têm como plano de fundo o tráfico de drogas.

Rolli explica que o preso, 22, envolvido no caso do Olavo Costa faz parte de uma quadrilha que cometia os crimes na região. Os outros quatro autores já estavam presos. "São dois inquéritos diferentes, de uma leva de oito, que surgiram no início do ano. Eles são na Travessa Filonila Carlota de Jesus e hoje apresentamos o mandante destes homicídios, a cabeça destes crimes. O pedido de prisão preventiva foi decretado pelo Poder Judiciário e a prisão foi efetuada durante o final de semana pela Polícia Militar. Todos os cinco que estavam constantemente envolvidos em ocorrências de homicídios estão detidos", fala.

O outro suspeito apresentado pelo delegado está ligado ao assassinato de um homem de 29 anos no bairro Nova Germânia. Na ocasião, a vítima foi atingida por treze disparos de arma de fogo. "O outro crime também ocorreu em fevereiro, e a investigação já está avançada há bastante tempo. Um dos suspeitos está foragido e o outro foi preso pela Delegacia de Tóxicos há um tempo, mas conseguimos comprovar a participação dele no homicídio e chegar à autoria. Este rapaz que apresentamos é o executor do crime. O mandante encontra-se foragido", explica.

Caso Goldoni

Segundo Rolli, a expectativa é de que o inquérito envolvendo a morte do jovem Matheus Goldoni seja fechado até o dia 20 de agosto. O rapaz foi encontrado sem vida na cachoeira do bairro Vale do Ipê, na região central de Juiz de Fora, na manhã do dia 17 de novembro de 2014, após desaparecer na madrugada do dia 15 na saída de uma boate. Ele não deu detalhes de como andam as investigações.