Quarta-feira, 18 de novembro de 2015, atualizada às 16h25

Trio é preso por aliciar menores para consumo de drogas em Juiz de Fora

pm

Duas mulheres, 19 e 27 anos, e um homem, 24, foram presos nesta quarta-feira, 18 de novembro, por aliciar jovens e menores de idade para o consumo de drogas em festas organizadas pela quadrilha em Juiz de Fora. A operação integrada entre a 135° Cia da Polícia Militar e 5° Delegacia da Polícia Civil cumpriu seis mandados de busca e apreensão e quatro de prisão nos bairros Manoel Honório Eldorado, Vivendas da Serra, Bairu e São Benedito. Conforme a delegada Sheila Aparecida Oliveira, os adolescentes que participavam destas festas eram de classe média e pagavam pelo consumo de drogas caras em eventos estilo rave, churrasco em cachoeiras, sítio, chácara na própria casa dos aliciantes.

Ela alerta que a operação foi desencadeada após trocas de informações com famílias de adolescentes que relatavam o furto dentro de casa pelos próprios filhos para arcar com os custos das drogas e festas. "A jovem que morreu devido consumo excessivo de drogas foi um sinal de alerta para o problema. Não sabemos se há ligação do grupo em que ela frequentava e este, mas entendemos que várias festas neste formato existem na cidade", destaca. Vídeos e fotos apreendidas nos celulares mostram que as drogas mais usadas são as mais caras e com maior pureza como a maconha hidropônica, variações quase 100% da cocaína chamadas nine-nine e escama de peixe, além das sintéticas como o ecstasy.

Segundo o comandante da 135° Cia da PM, capitão Rubens Valério, no cumprimento de busca e apreensão no bairro São Benedito, alguns suspeitos ao perceberem a presença das viaturas no local, dispensaram uma arma de fogo calibre 32 e conseguiram fugir, abandonando o veículo, que foi apreendido. Além de porções de maconha, cocaína e ecstasy, também foi recolhido uma espingarda e cinco celulares.

Operação Conjunta

Na última sexta-feira, 13 de novembro, as polícias Civil e Militar iniciaram ações conjuntas com o empenho de 30 militares da 135° e 70° da PM e investigadores da 5° e 6° delegacia da Civil. A parceria tem como objetivo intensificar o combate ao tráfico de drogas. "Esta operação foi apenas o início. Nos próximos dias estas ações serão intensificadas, no sentido de oferecer mais segurança a sociedade. Temos percebido como fundamental as diversas informações recebidas através das denúncias feitas pela comunidade pelo 181, por isso destacamos a importância desta participação", completa o capitão Rubens.


Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.