Segunda-feira, 4 de janeiro de 2016, atualizada às 16h30

PRF registra 68 acidentes nas rodovias federais durante operação de Fim de Ano

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) registrou 68 acidentes nas estradas federais que cortam a região durante a operação de "Final de Ano", que teve o balanço divulgado nesta segunda-feira, 4 de janeiro. A ação reforçada nas estradas começou no dia 21 de dezembro e encerrou às 00h do domingo, 3 de janeiro, sendo computadas 86 pessoas feridas e duas mortes, causadas por um atropelamento na BR-040, na altura de Santos Dumont.

Durante o retorno para casa, no domingo, 3, que a polícia registrou maior número de acidentes, somando 15 ocorrências e deixando 35 pessoas feridas. Segundo a PRF, os casos foram resultado de um fluxo intenso de veículos em um mesmo horário, associado a fortes chuvas na parte da tarde e início da noite.

Conforme a concessionária responsável pela BR-040, trecho Juiz de Fora e o Rio de Janeiro, foi registrado fluxo de 199 mil veículos durante o feriado do Ano Novo. No período ocorreram 83 acidentes, que resultaram em 37 pessoas feridas e 1 óbito.

Balanço anual PRF

Conforme o balanço anual da PRF, o comparativo entre o último a e 2014 mostra que houve uma redução de 26% no número de acidentes – 1.809 (2014) e 1.344 (2015), 12% no de feridos graves – 316 (2014) e 277 (2015) e 15% no número de mortos – 114 (2014) e 97 (2015). Mas, mesmo com os resultados positivos, o número de mortes causadas por direção em alta velocidade subiu de 28% (32) em 2014, para 38% (37) no último ano. Também houve aumento no número de acidentes em 16%, no comparativo.

No segundo e terceiro lugares de causas possíveis de acidentes estão chuva com 18% do total em 2014 e 2015, e chuva associada a velocidade, resultando em 10% em cada ano. Nos casos de batidas em tempo chuvoso, o número de feridos leves aumentou 48% em relação ao ano anterior. Quando somados a chuva e a velocidade, o número de acidentes aumenta em 19% em relação a 2014 e feridos leves em 40%.

Conforme a PRF esta "realidade preocupa, visto que, neste ano, foram intensificadas as fiscalizações, com recorde de flagrantes com o radar móvel, somando mais de 36 mil, e, mesmo assim, os condutores não têm se conscientizado da necessidade de respeitar os limites de velocidade e reduzi-la quando sob chuva e pista molhada". Além dos flagrantes de velocidade acima do permitido, foram lavrados 10.640 autos de infração por outros enquadramentos do Código de Trânsito Brasileiro (CTB).


Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.