• Assinantes
  • Autenticação
  • Cidade
    Sexta-feira, 22 de janeiro de 2016, atualizada às 17h30

    Rodízio no abastecimento de água é suspenso em Juiz de Fora

    aguaO rodízio no abastecimento de água em Juiz de Fora será suspenso a partir da próxima segunda-feira, 25 de janeiro, segundo informações da Companhia de Saneamento Municipal (Cesama), divulgadas neste sexta-feira, 22. "A decisão baseou-se na recente recuperação dos mananciais do município, sobretudo da Represa Dr. João Penido, que hoje atua com 73,1% da sua capacidade. Há um ano, o manancial operava com apenas 29,2%, devido à escassez de chuvas que deram início à crise hídrica da região sudeste."

    Além da represa, os mananciais de São Pedro e Chapéu d Uvas também apresentaram uma recuperação satisfatória, e hoje contam com 94,6 e 67,8% da sua capacidade de armazenamento.

    Segundo o diretor-presidente da Cesama, André Borges de Souza, essa recuperação foi auxiliada pela entrada da nova adutora de Chapéu d`Uvas na matriz de abastecimento de Juiz de Fora, que ocorreu em novembro de 2014.

    Além da represa, os mananciais de São Pedro e Chapéu d Uvas também apresentaram uma recuperação satisfatória, e hoje contam com 94,6 e 67,8% da sua capacidade de armazenamento. “A previsão é de que ainda tenhamos índices pluviométricos girando em torno de 370 milímetros até o final do período chuvoso, o que nos deixa na expectativa de novas pancadas de chuva até o final de março, garantindo assim maior tranquilidade para o período de estiagem”, previu o diretor.

    De acordo com André, o balanço do rodízio foi positivo, uma vez que a Cesama contou com a colaboração da população de Juiz de Fora. “Nesse período, através de inúmeras campanhas educativas, tentamos repassar aos nossos clientes a noção de que a água que desperdiçamos hoje pode nos faltar amanhã. Devido à boa receptividade dessa iniciativa, que gerou uma economia média de 6% no consumo de água durante o rodízio, seguiremos com esse trabalho de conscientização ambiental nas comunidades”, adiantou.

    O diretor lembrou, ainda, que novos investimentos estão sendo realizados para otimizar o sistema de abastecimento em 2016, como a interligação da adutora de Chapéu d´Uvas com a Estação de Tratamento de Água (ETA) Marechal Castelo Branco: “Esperamos concluir essa obra ainda em março. São 6.450 metros de tubulações que darão mais flexibilidade ao nosso sistema, sobretudo nos períodos de seca. Além disso, seguimos com as obras da Subadutora de São Pedro, orçada em R$ 16 milhões, que reforçará o abastecimento nas regiões mais íngremes do município, sobretudo na Cidade Alta”.

    Conheça nossos planos e serviços

    (32) 2101-2000

    A melhor internet está aqui!

    Conteúdo Publicitário

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.