Sexta-feira, 7 de março de 2014, atualizada às 17h

Polícia Civil apresenta três suspeitos de roubar R$ 118 mil de Pague Fácil

Laura Lewer
*Colaboração

A Polícia Civil de Juiz de Fora apresentou na tarde desta sexta-feira, 7 de março, dois homens e uma mulher suspeitos de planejar e realizar o roubo de R$118 mil de uma unidade pague fácil, em 11 de fevereiro deste ano, em uma galeria no Centro de Juiz de Fora. Na ocasião, os homens, de 26 e 29 anos, estavam armados e renderam duas funcionárias.

Segundo a delegada Patrícia Ribeiro, a polícia suspeitou do envolvimento da mulher, de 39 anos, e funcionária do local, que teria passado informações privilegiadas sobre a falta de vigilância de câmeras e o dia em que haveria mais dinheiro no cofre do estabelecimento. Outro suspeito ainda é procurado.

Com o dinheiro, o suspeito de 26 anos teria comprado um carro e, a mulher, gastado em jantares e transporte. "O inquérito ainda está aberto, mas eles devem ser indiciados por roubo qualificado com emprego de arma de fogo e formação de quadrilha", afirma a delegada.

Ainda segundo Patrícia, os homens também são suspeitos de um assalto a uma madeireira no dia 17 de fevereiro e da invasão a uma boate no Morro do Imperador em dezembro de 2013, onde o homem de 29 anos trabalhava como segurança e foi reconhecido por uma das vítimas. O mesmo suspeito, que já estava com a prisão temporária decretada, foi preso no dia 26 de fevereiro dando fuga a um assalto em uma lanchonete. 

*Laura Lewer é estudante do 7º período de Jornalismo do CES/JF

Sexta-feira, 7 de março de 2014, atualizada às 17h

Polícia Civil apresenta três suspeitos de roubar R$ 118 mil de Pague Fácil

Laura Lewer
*Colaboração

A Polícia Civil de Juiz de Fora apresentou na tarde desta sexta-feira, 7 de março, dois homens e uma mulher suspeitos de planejar e realizar o roubo de R$118 mil de uma unidade pague fácil, em 11 de fevereiro deste ano, em uma galeria no Centro de Juiz de Fora. Na ocasião, os homens, de 26 e 29 anos, estavam armados e renderam duas funcionárias.

Segundo a delegada Patrícia Ribeiro, a polícia suspeitou do envolvimento da mulher, de 39 anos, e funcionária do local, que teria passado informações privilegiadas sobre a falta de vigilância de câmeras e o dia em que haveria mais dinheiro no cofre do estabelecimento. Outro suspeito ainda é procurado.

Com o dinheiro, o suspeito de 26 anos teria comprado um carro e, a mulher, gastado em jantares e transporte. "O inquérito ainda está aberto, mas eles devem ser indiciados por roubo qualificado com emprego de arma de fogo e formação de quadrilha", afirma a delegada.

Ainda segundo Patrícia, os homens também são suspeitos de um assalto a uma madeireira no dia 17 de fevereiro e da invasão a uma boate no Morro do Imperador em dezembro de 2013, onde o homem de 29 anos trabalhava como segurança e foi reconhecido por uma das vítimas. O mesmo suspeito, que já estava com a prisão temporária decretada, foi preso no dia 26 de fevereiro dando fuga a um assalto em uma lanchonete. 

*Laura Lewer é estudante do 7º período de Jornalismo do CES/JF

-
Sexta-feira, 7 de março de 2014, atualizada às 17h

Polícia Civil apresenta três suspeitos de roubar R$ 118 mil de Pague Fácil

Laura Lewer
*Colaboração

A Polícia Civil de Juiz de Fora apresentou na tarde desta sexta-feira, 7 de março, dois homens e uma mulher suspeitos de planejar e realizar o roubo de R$118 mil de uma unidade pague fácil, em 11 de fevereiro deste ano, em uma galeria no Centro de Juiz de Fora. Na ocasião, os homens, de 26 e 29 anos, estavam armados e renderam duas funcionárias.

Segundo a delegada Patrícia Ribeiro, a polícia suspeitou do envolvimento da mulher, de 39 anos, e funcionária do local, que teria passado informações privilegiadas sobre a falta de vigilância de câmeras e o dia em que haveria mais dinheiro no cofre do estabelecimento. Outro suspeito ainda é procurado.

Com o dinheiro, o suspeito de 26 anos teria comprado um carro e, a mulher, gastado em jantares e transporte. "O inquérito ainda está aberto, mas eles devem ser indiciados por roubo qualificado com emprego de arma de fogo e formação de quadrilha", afirma a delegada.

Ainda segundo Patrícia, os homens também são suspeitos de um assalto a uma madeireira no dia 17 de fevereiro e da invasão a uma boate no Morro do Imperador em dezembro de 2013, onde o homem de 29 anos trabalhava como segurança e foi reconhecido por uma das vítimas. O mesmo suspeito, que já estava com a prisão temporária decretada, foi preso no dia 26 de fevereiro dando fuga a um assalto em uma lanchonete. 

*Laura Lewer é estudante do 7º período de Jornalismo do CES/JF