Assist?ncia Social e Assistencialismo Entenda a diferen?a entre essas duas a?es, ainda muito
confundidas pelo senso comum

Fernanda Leonel
Rep?rter
31/08/2006

Muito e muitos falam de assist?ncia social. Essa express?o, como a pr?pria presidente do Conselho Regional de Servi?o Social de Minas Gerais, Cris do Vale (foto ao lado) afirma, ainda ? motivo de muita confus?o no que diz respeito ao seu verdadeiro significado.

Ao contr?rio do que o senso comum difunde, a palavra assist?ncia social n?o se resume a id?ia de ajuda, ou benesse.

A assist?ncia social, foi regulamentada em lei no ano de 1993. A partir dessa data, ficou institu?do que todos possuem o direito ? Assist?ncia Social. Ou seja, a assist?ncia ? um direito social, uma pol?tica p?blica de aten??o e defesa dos direitos. E s?o v?rias as ?reas que podem trabalhar com a sua garantia: desde psic?logas, enfermeiros, at? assistentes sociais e comunicadores.

A assist?ncia, ent?o, entendida dessa forma, extrapola o sentido do assistencialismo. Como explica Cris, ela ? destinada ? popula??o mais vulner?vel, com o objetivo de superar exclus?es sociais, defender e vigiar os direitos da cidadania e da dignidade humana. E na? pode ser entendida como uma ajuda, que ? o princ?pio fundamental do assistencialismo e voluntariado.

Quem pratica o voluntariado, ou o assistencialismo, atende algu?m que est? necessitado. Para a coordenadora da seccional do CREES em Juiz de Fora, as atividades de uma assistente social, por exemplo, que tem como ?rea de interven??o a assit?ncia social, mais que atender, formula pol?ticas e programas, analisa dados, coordena programas e planeja atos futuros com os dados que lhe est?o a m?o.

Um exemplo pr?tico criado por Cris do Vale para exemplificar a diferen?a de assitencialismo e assit?ncia social. Um ex-morador de rua arruma um emprego. Pelo que se imagina, apesar de ter sa?do da rua e estar de vida nova, ? poss?vel que ele continue a gastar seus primeiros sal?rios como se estivesse morando na rua, visto que ainda um trabalho de reeduca??o ainda n?o foi implementado nele. Imaginemos que ele caia e quebre os dentes.

Praticar assit?ncia social, nesse caso, ? analisar e trabalhar sua mudan?a, agindo com ele de forma a ajud?-lo a sozinho, encontrar suas sa?das e quem sabe at?, controlar o seu dinheiro para arrumar seus dentes. Praticar assistencialismo ? dar um novo tratamento dentr?rio pra ele, o que para Cris, n?o vai ajud?-lo a mudar, a refletir sobre suas a?es.

Defini??o que geram confus?es
Assitencialismo:? um acesso a um bem atrav?s de doa??o ou de servi?o prestado individualmente. Est? ligado ao voluntariado

Assit?ncia Social: Pol?tica p?blica de aten??o e defesa de direitos, e ? regulamentada pela Lei Org?nica da Assist?ncia Social (LOAS).

Servi?o Social: ? uma profiss?o que atua no campo das pol?ticas sociais, entre elas, a assist?ncia social.

Para Cris do Vale, essa confus?o ainda existe porque a assist?ncia social teve suas primeiras pegadas no assitencialismo. "Primeiro vieram as a?es, para depois vir a regulamenta??o", complementa.

Para a cordenadora da Seccional de Juiz de Fora a vantagem da assist?ncia social ter se transformado em um direito, em 1993, est? no fato de que os governantes agora possuem obriga??o, compromisso com as pessoas que n?o s?o absorvidas pelos empregos ofertados, por exemplo.

Leia mais!

Conhe?a a profiss?o Assistente Social


D? sua opini?o sobre esta mat?ria.
Envie um e-mail para redacao@acessa.com