• Assinantes
  • Autenticação
  • Cultura
    Segunda-feira, 8 de junho de 2009, atualizada às 17h04

    Ilustrador alagoano fatura primeiro lugar no 1º Salão de Humor de Juiz de Fora

    Guilherme Arêas
    Repórter

    O ilustrador alagoano Marlon Amorin Tenório foi o vencedor do 1º Salão de Humor de Juiz de Fora, promovido pela Funalfa. Trabalhando como ilustrador em um portal do Rio de Janeiro, foi através do ACESSA.com que Marlon ficou sabendo do concurso e recebeu a notícia do primeiro lugar. Os dois cartuns inscritos no concurso, entre eles o vencedor (foto ao lado), tiveram como temática o meio ambiente, um assunto abordado em uma série de trabalhos do profissional.

    "A obra mostra que a natureza pode dar o troco em quem faz alguma coisa contra ela. Nós temos a ideia de que a natureza é frágil e que podemos dominá-la. Mas chega uma hora em que ela vai dar o troco."

    O alerta lançado pelo ilustrador vai lhe render o prêmio de R$ 1.500, pago ao primeiro colocado, além de lugar de destaque na exposição das obras selecionadas. As imagens ficam disponíveis ao público até o próximo dia 18 de junho, no Espaço Alternativo do Centro Cultural Bernardo Mascarenhas (avenida Getúlio Vargas, 200), de terça a sexta, das 9h às 21h e sábados e domingos, das 10h às 16h.

    O primeiro lugar em Juiz de Fora não será o primeiro reconhecimento do ilustrador. Desde 2000 participando de salões de humor, Marlon já recebeu mais de 15 prêmios em diversos eventos pelo país e pelo mundo.

    Já o segundo lugar do concurso (foto ao lado) ficou mesmo em casa e foi conquistado pelo ilustrador juizforano Mário Luis Tarcitano Guimarães, que vai levar R$ 1.000. Com a política como tema, a charge segue a linha do chamado "humor ácido". O autor concorda que a obra não precisa ser descrita para ser compreendida. "Quando um cartunista sintetiza uma ideia complexa em uma única imagem, sem usar texto, aí reside o seu mérito e, até mesmo, se a ideia for boa, o motivo do destaque da charge."

    Mas como todo bom pai gosta de tecer comentários sobre seu filho prodígio, Tarcitano explica a origem da ilustração vencedora do segundo lugar. "O gatilho da piada na charge é o Congresso Nacional utilizado como um falo. E nem é uma ideia original, pois o Niemeyer, certamente, pensou nisso ao projetá-lo. O falo simboliza o poder. Nada mais óbvio do que a sede do poder - que eles confundem com sede de p(h)oder - tenha uma imagem fálica."

    O terceiro trabalho premiado chama atenção de longe. A charge do cantor Tim Maia (foto abaixo, à esquerda) rendeu ao Moisés de Macedo Coutinho, de Mogi Guaçu, o prêmio de R$ 800. Os trabalhos foram julgados pelo corpo de jurados formado pelo ilustrador Daniel Rodrigues, a designer e professora de HQ Lígia Lacerda, a publicitária Fernanda Martins, o artista plástico e designer Rogério Batista, o artista plástico Rogério Freitas e o designer, músico e professor de designer Eric Vidal.

    Também foram concedidas menções honrosas aos artistas Amorin, com o trabalho Tatoo; Moises de Macedo Coutinho, com Cerol, o predador; e Juan Lucas, com Heróis depois dos 40. Houve também o prêmio PQP (Porque não premiar) para José Raimundo Costa do Nascimento.

    O 1º Salão de Humor de Juiz de Fora recebeu 114 trabalhos, sendo que cada participante pôde inscrever até três trabalhos inéditos, com tema livre no formato mínimo A4 e máximo A3, utilizando qualquer técnica. Os 50 trabalhos selecionados passarão a integrar o acervo da Funalfa e farão parte de uma publicação especial do evento.

    Homenagem

    A primeira edição do Salão de Humor tem como homenageado o cartunista José Bello da Silva Júnior, o Bello, que também participa da mostra expondo em torno de 30 trabalhos que levam sua assinatura.

    Os textos são revisados por Madalena Fernandes

    Conheça nossos planos e serviços

    (32) 2101-2000

    A melhor internet está aqui!

    Conteúdo Recomendado

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.