• Assinantes
  • Autenticação
  • Cultura

    Gastos públicos com Carnaval 2011 podem ultrapassar R$ 1,2 miMetade do valor será investido em estrutura, enquanto a outra parte será destinada às escolas de samba. Agremiações esforçam-se para enriquecer desfiles

    Clecius Campos
    Repórter
    11/1/2011
    Foto do desfile de 2010

    Os gastos da Prefeitura com a comemoração do Carnaval 2011 em Juiz de Fora podem ser superior a R$ 1,2 milhão. Editais de processos licitatórios, envolvendo a realização da festa e informações da Liga Independente das Escolas de Samba de Juiz de Fora (Liesjuf), dão conta de que a Fundação Cultural Alfredo Ferreira Lage (Funalfa) deve investir metade do valor em estrutura e a outra metade em aporte financeiro para as agremiações.

    As informações são confirmadas pelo superintendente da Funalfa, Toninho Dutra, que diz ser precoce dizer se o município poderá cumprir o orçamento para o Carnaval, de R$ 1,66 milhão. "Estamos negociando algumas coisas e fazendo ajustes no orçamento. O valor dito [R$ 1,2 milhão] está empenhado, então sobra pouco [R$ 460 mil] para o apoio a blocos, a divulgação e a realização da festa nos bairros." Dutra afirma que o Carnaval vai seguir o andamento tradicional dos desfiles, mas que haverá uma novidade pré-carnavalesca, ainda sob confirmação. "Esperamos poder divulgar na próxima semana."

    A Funalfa estima investir até R$ 654.730 na estrutura do Carnaval, incluindo os desfiles das escolas de samba na avenida Brasil e as apresentações dos blocos. Editais de licitações, publicados no site da Comissão Permanente de Licitação (CPL), mostram gastos estimados em R$ 300 mil para a locação, montagem e desmontagem das arquibancadas, R$ 180 mil para a sonorização dos desfiles, R$ 75.880 com a locação de cabines sanitárias e R$ 25.950 para serviços de segurança e apoio durante as comemorações do Carnaval.

    A sonorização dos blocos de rua foi orçada em R$ 40 mil e a locação de um trio elétrico em R$ 32.900. Ações institucionais de promoção do Carnaval, como o concurso que escolherá a logomarca do evento e o 1º Concurso de Marchinhas Carnavalescas de Juiz de Fora - Prêmio Nancy de Carvalho, vão pagar R$ 4.500 aos vencedores. Segundo Dutra, essas foram "as grandes licitações".

    O relações públicas da Liesjuf, Fernando Luiz Baldioti, afirma que o aumento no aporte financeiro da Prefeitura para o incremento dos desfiles é de 20% em relação ao Carnaval 2010. O valor de R$ 600 mil será repartido entre as escolas dos dois primeiros grupos. De forma geral, cada escola do Grupo A receberá, até o Carnaval, cerca de R$ 64 mil, enquanto as do Grupo B receberão R$ 30 mil. "Desde agosto a liga recebe verba mensal de R$ 22 mil, que é automaticamente distribuída para as agremiações. O planejamento é chegar mais uma verba de R$ 90 mil no final de janeiro e, para completar, duas parcelas de R$ 200 mil até o Carnaval."

    Baldioti acredita que o recebimento parcelado tem ajudado as escolas a se organizarem com antecedência. "Esperamos um Carnaval muito melhor em qualidade e em luxo, face ao valor que está vindo adiantado. As escolas já estão trabalhando e nós temos confiança no empenho de cada uma, para fazer um Carnaval bonito para Juiz de Fora."

    Escolas trabalham para garantir mais recursos

    Além de recursos públicos, as agremiações trabalham bastante para garantir a verba necessária para colocar alas e alegorias nas ruas. A Escola de Samba Partido Alto pretende gastar até R$ 200 mil para levar à avenida Brasil um grande Carnaval. O presidente da escola, Sebastião Giron, afirma que a maior parte dos recursos vem da própria escola e de um amigo da agremiação. "Graças a Deus estamos sossegados. As alegorias estão em fase final de acabamento e as alas estão 90% prontas. Agora, estamos partindo para o setor de destaques das alegorias." Giron conta que o trabalho começou cedo, o que permitiu o adiantamento das produções para a Festa de Momo. "A escolha do enredo logo após o último Carnaval permitiu que trabalhássemos com mais calma."

    A vencedora do último Carnaval, a Escola de Samba Unidos do Ladeira, também pretende investir alto para levar mais um título. De acordo com o presidente Marcus Valério Américo Mendes, os gastos podem chegar a R$ 160 mil. "A ajuda da Prefeitura representa 40% do que queremos gastar. Trabalhamos o ano inteiro para fazer um Carnaval ainda mais bonito que o do ano passado. Fizemos almoços, choppadas, shows e vamos trazer as baterias do Salgueiro e da Beija Flor. Tudo com o intuito de arrecadar mais." A escola tem nove das doze alas prontas e parte para a confecção das alegorias. Mendes calcula que a agremiação já gastou mais de R$ 40 mil. "Trabalhamos com antecedência para garantir um belo desfile. Já temos tudo planejado para o Carnaval de 2013", orgulha-se.

    A Mocidade Independente do Progresso deve gastar o dobro da verba a ser destinada pela Prefeitura. Segundo a presidente Leila Petrato Meneses, o orçamento é de R$ 120 mil e está sendo cumprido com a realização de eventos da agremiação desde maio. "Temos, ainda, a ajuda de pessoas que simpatizam com a escola, que nos cederam galpões e madeira, além dos patrocínios." A escola está com 25% dos carros prontos e 30% das fantasias confeccionadas. "A parte de ferragem dos carros está finalizada. Agora vamos partir para a estrutura em madeira e depois com a decoração. As fantasias estão evoluindo bem."

    A Juventude Imperial calcular investir cerca de R$ 100 mil neste Carnaval, contando com a verba da Prefeitura. O presidente da escola, David Chaves, afirma que a diferença está sendo captada por meio de almoços, shows, bingos, ajuda de foliões e patrocinadores. "Tivemos um incêndio no galpão da escola, na passagem de ano, e perdemos de R$ 25 mil a R$ 30 mil. Quatro alas foram destruídas e algumas bem danificadas. Ficou complicado, mas temos que reverter essa situação. Estamos acelerando a produção das fantasias e alegorias. Vamos ter muito trabalho."

    Os textos são revisados por Thaísa Hosken

    Conheça nossos planos e serviços

    (32) 2101-2000

    A melhor internet está aqui!

    Conteúdo Recomendado

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.