• Assinantes
  • Autenticação
  • Cultura

    Vídeo retrata uma das principais avenidas da cidade A obra, de Fernando Lima, mostra a avenida Independência e foi a vencedora do concurso Revivendo Carriço, promovido pela Funalfa

    Aline Furtado
    Repórter
    15/9/2009

    "Minha intenção era estabelecer um diálogo entre a obra de João Carriço e a minha produção". É assim que Fernando Souza Lima Araújo explica o processo de produção do vídeo Atualidades, Avenida Independência, 24.07.2009, vencedor do concurso Revivendo Carriço, promovido recentemente pela Fundação Cultural Alfredo Ferreira Lage (Funalfa).

    De acordo com o videomaker, ele não tinha informações sobre a vida e a obra de João Carriço antes de se inscrever no concurso. "Quando fiquei sabendo do Revivendo Carriço, assisti a alguns vídeos e li a biografia, a fim de verificar o que poderia explorar."

    Para o Fernando, uma característica de registro nas produções de Carriço é a criação de narrativas sem começo, meio e fim. "Com uma estética muito bem apurada, o cineasta descobria situações de forma interessante."

    Ele conta que tentou produzir o vídeo tendo como personagem algum político, como foi feito por Carriço, que registrou a chegada de Getúlio Vargas à Juiz de Fora. Mas a ideia foi abandonada, quando optou por abordar atualidades. "Trabalhar com atualidades traz à tona questões referentes à evolução daquela época retratada por Carriço até os dias de hoje. Isso pode provocar reflexões sobre as mudanças da cidade."

    O vídeo vencedor do concurso retrata uma das grandes avenidas da cidade, a Independência, mostrando o trabalho de um malabarista no semáforo (foto acima) e a movimentação de veículos e pedestres.

    Fernando, que foi responsável por todo o trabalho de produção, captação de imagens e edição, destaca que o vídeo faz sentido dentro do contexto do concurso. "Ele traz uma observação sobre a avenida por meio de planos curtos. As imagens foram captadas em uma tarde no local."

    Pela escolha do vídeo, o videomaker receberá o valor de R$ 1,5 mil. "O prêmio serve como estímulo para que eu produza mais. Ser reconhecido pelo meu trabalho facilita a aprovação de novos projetos."

    O autor de Atualidades, Avenida Independência, 24.07.2009 é mineiro de Belo Horizonte, e morou em Juiz de Fora durante a adolescência e a juventude. Graduou-se, em 2008, em cinema e jornalismo pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC Rio).

    Outras premiações

    No concurso, Fernando recebeu, ainda, Menção Honrosa pelo vídeo Columbófilos de Juiz de PombaFora enviam suas aves para competição de meia distância (foto ao lado).

    Além do Revivendo Carriço, o videomaker acabou de ter mais um vídeo, Carajás, Maranhão-Pará, classificado para a semifinal do concurso Celucine - Festival de Microfilmagens. A obra também disputará a final do Festival Internacional do Rio, em outubro.

    O concurso

    O concurso Revivendo Carriço foi realizado com o objetivo de destacar o cinquentenário de morte do cineasta, além de incentivar a produção de novos videomakers em Juiz de Fora. Os vídeos concorrentes deveriam ter um minuto de duração e abordar o cotidiano da cidade. Entre os nove inscritos, foram premiados Minuto Halfeld, de João Luiz de Bittencourt Victal, que ficou em segundo lugar, e Segredo, de Caroline Brandão de Carvalho, classificado em terceiro lugar.

    A premiação está marcada para o dia 25 de setembro, a partir das 18h30, no Anfiteatro João Carriço, que fica na avenida Rio Branco 2234, Centro. Na ocasião, serão exibidos todos os vídeos inscritos, que integram a mostra Cotidianos da Cidade.

    Os textos são revisados por Madalena Fernandes

    o objetivo de destacar o cinquentenário de morte de João Carriço, incentivar a produção de novos videomakers em Juiz de Fora e promover a mostra “Cotidianos da Cidade”,

    Conheça nossos planos e serviços

    (32) 2101-2000

    A melhor internet está aqui!

    Conteúdo Recomendado

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.