• Assinantes
  • Autenticação
  • Direitos Humanos
    Aline Maia Aline Maia 2/2/2013

    Por uma juventude com sentido de vida

    Igreja Católica discute 'Fraternidade e Juventude'. Tema é um convite à reflexão para toda sociedade

    campanhaPara quem acredita que o ano só começa depois do carnaval, um aviso: mal colocamos o pé em 2013 e a festa popular já bate à porta. O calendário da folia foi antecipado, fazendo o ano 'começar mais cedo'. Não há desculpa. Os compromissos estão aí. Mas, não é sobre isto, exatamente, que anseio falar. Interessa-me, em específico, chamar a atenção para um evento que sucede o feriado de momo - a Campanha da Fraternidade (CF), sempre lançada na quarta-feira de cinzas pela Igreja Católica. Para além de crenças, destaco o tema da CF 2013: Fraternidade e Juventude.

    Não foram poucas as vezes que defendi, neste espaço, a necessidade de envolvimento de toda a sociedade, em todos os seus segmentos, em ações que voltassem olhar e cuidado para a juventude. Situações de conflito e de vulnerabilidade de adolescentes são pautas constantes na mídia. Confrontos entre grupos ditos 'rivais' – por motivos muitas vezes banais, incompreensíveis - teriam levado à morte mais de 10 jovens ao longo de um ano. Muito se repercute sobre violência e criminalidade enquanto elementos que permeiam a realidade de rapazes e moças (principalmente nas periferias). Muito se lamenta a perda de uma vida para as drogas. Mas, pouco parece ser concretamente realizado a fim de dar outra cor a este quadro sombrio. Fica entalado na garganta o grito silencioso de quem viu partir, precocemente, um vizinho, um amigo, um filho...

    Assim, faz-se pertinente a reflexão proposta pela Igreja Católica. A 50ª edição da CF retoma o tema já trabalhado há 21 anos, em 1992, revestindo-o da necessária atualização, propondo, entre outros objetivos, acolher os jovens no contexto de mudança de época, propiciando caminhos para seu protagonismo na construção de uma sociedade fraterna, fundamentada na cultura da vida, da justiça e da paz. Segundo a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), uma das metas principais da discussão é compreender a riqueza da realidade juvenil, suas diversidades, potencialidades e propostas, articulando tudo isto e transformando em gestos concretos.

    Entendo a juventude como uma fase de transição em que as transformações biológicas dos indivíduos são acentuadas e dão origem às mudanças psicológicas e sociais que marcam o processo de saída da infância para o ingresso no mundo adulto. Vejo na juventude a capacidade típica de interconectividade que leva cada pessoa a experimentar o novo, a ousar, a criar. É preciso converter esta capacidade de aproximação em força produtiva para a reinvenção da própria juventude. Mais que debater o contexto dos jovens brasileiros, é preciso também envolvê-los na busca por um futuro com sentido.

    A CF é uma proposta evangelizadora da Igreja Católica desenvolvida na quaresma em preparação para a Páscoa. A Campanha visa despertar o espírito comunitário e cristão, renovando a consciência da responsabilidade social. Desta forma, vejo na proposta da CF 2013 um convite a cada um de nós - independente de convicções religiosas – a pensar, discutir e agir em favor da juventude, em favor da promoção da vida. E que venham outras discussões, de outros credos, de outros setores da sociedade... O que não se pode é ignorar o pedido de socorro que emana desta mesma juventude lançada às drogas, refém da violência.


    Aline Maia é jornalista e professora universitária. Graduada e Mestre em Comunicação pela UFJF, tem experiência em rádio, TV e internet. Interessa-se por pesquisas sobre televisão, telejornalismo, cidadania e juventude.Também é atuante em movimentos populares e religiosos.

    Os autores dos artigos assumem inteira responsabilidade pelo conteúdo dos textos de sua autoria. A opinião dos autores não necessariamente expressa a linha editorial e a visão do Portal ACESSA.com

    Conheça nossos planos e serviços

    (32) 2101-2000

    A melhor internet está aqui!

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.