• Assinantes
  • Autenticação
  • Direitos Humanos
    matéria em audio

    "O esporte é minha vida"

    Alexandre Ank
    Atleta Paradesportivo
    Mesatenista
    setembro/2006

    Alexandre Ank mostrando uma de suas medalhas

    Aos 17 anos de idade, houve uma mudança brusca em minha vida após um acidente automobilístico, fiquei paraplégico. No esporte reencontrei uma nova oportunidade de vida mas, com ela, vieram também muitos desafios: falta de patrocínio tem sido o maior de todos, e, para me tornar um atleta de destaque, foram muitos os percalços.

    Tenho 26 anos e meu objetivo é me posicionar entre os três melhores do Brasil na classe 4 e entre os vinte melhores do mundo para conquistar uma vaga nas Para-olimpíadas de Pequim em 2008, visando trazer uma medalha de ouro.

    Meu esforço e dedicação ao esporte teve como resultado, duas medalhas de ouro na minha primeira competição internacional, além dos títulos brasileiros conquistados anteriormente e o Para-panamericano por Equipes em 2005, no qual fui medalha de Ouro em mais uma estréia brilhante.

    O esporte é primordial na minha vida, pois, através do esporte é que estou me reabilitando e estimulando meu corpo. Na prática esportiva movimentamos todos os músculos, além de poder conquistar títulos como atleta e poder levar nossa cultura e incentivar com a minha força de vontade e dedicação, outras pessoas.

    Lembrá-las que tudo é possível desde que se faça com amor e dedicação, não só no esporte, más no estudo, trabalho, e em todas as atividades do nosso dia-a-dia.

    Tenho como objetivos pessoais conseguir uma medalha de Ouro Para-olímpica sendo que já estou cursando faculdade de Educação Física e realizando um sonho de criança. Estou no 2º Período na faculdade metodista Granbery, e com isso desenvolvendo projetos desportivos para portadores de necessidades especiais assim como eu. Eu objetivo amenizar as dificuldades encontradas pelos portadores de necessidades especiais, assim como eu encontrei pessoas que me ajudaram na minha reabilitação.

    Tenho muito a agradecer em especial ao Antonio Marcos, que foi um dos poucos que sempre acreditou em mim desde nossa primeira matéria, sempre me dando força e incentivando mesmo quando estive a ponto de parar. Coisa que não aconteceu felizmente.

    Outra pessoa importantíssima foi, é e sempre será minha mãe, sempre preocupada quando eu viajo. Lembro da vez que fui disputar o Campeonato Brasileiro de 2004 em Bauru, no interior de São Paulo, com grana apenas de ida, daí meu técnico de São Paulo conseguiu a passagem de volta e alimentação junto a entidade que eu representava na época, mesmo com todas as dificuldades.

    Tenho que agradecer aos meus treinadores Estefan Berwaller, Justino de Paula, Leandro Marcelino, Luiz Vilani Yuji Yamaguty e também meus amigos de treino; o Clube Sírio e Libanês que através da Dona Munira me sede o espaço para treinamento que é de fundamental importância para os treinamentos.

    Também o Bar do Bigode e Xororó, Gemacom Ingredientes para alimentos, Grupo Arizona, Faculdade Metodista Granbery, Sindiclubes, MM Elétrica, Blue Station: sem estes seria quase impossível chegar onde cheguei, então fica meu carinho e enorme agradecimento, do fundo do meu coração, tenham todos a certeza que todos vocês fazendo parte dessa carreira de vitórias.

    Grande abraço a todos e aos amigos e desconhecidos que sempre que lêem ou assistem alguma notícia, e que, entre resultados vitoriosos e fracassos, continuam torcendo por mim...


    Dê sua opinião sobre esta história ou envie a sua também pelo email:
    redacao@acessa.com

    O melhor provedor de internet de
    Juiz de Fora

    ACESSA.com

    Banda larga na sua casa a partir de R$29,90

    Conheça nossos planos

    (32) 2101-2000

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.