• Assinantes
  • Autenticação
  • Direitos Humanos

    Quarta-feira, 09 de julho de 2008, atualizada às 18h30

    Mesatenista Alexandre Ank conta que foi barrado em casa noturna de JF



    Priscila Magalhães
    Repórter

    O atleta paraolímpico Alexandre Ank diz ter sido impedido de entrar em uma casa noturna em Juiz de Fora no último sábado, 05 de julho. Ele foi ao local acompanhado de mais oito amigos e por volta de 1h não conseguiu entrar.

    Ele chegou na porta e dois seguranças iam ajudá-lo a subir as escadas quando uma outra pessoa que estava na portaria disse para que eles esperassem. "Então, minha entrada foi vetada. Um dos seguranças disse que a casa estava cheia e como eu era cadeirante ia ocupar espaço", conta.

    Segundo ele, se dispôs a ficar na varanda ou na área do bar, mas mesmo assim não foi permitido. O segurança ainda teria dito que, para freqüentar o local, Ank teria que fazer um agendamento. "Entre o período que fui proibido de entrar e até cerca de 2h muita gente entrou", afirma ele.

    Alexandre chamou a polícia e registrou boletim de ocorrência. "Já passei os documentos para meu advogado e vou entrar na justiça contra a casa e contra quem liberou o local, porque não há rampas de acesso". Alexandre diz que já havia freqüentado o local outras vezes e não houve problemas. "Havia ido antes de mudar de nome".

    Um dos proprietários da casa, que não quis se identificar, diz que o segurança não soube se expressar ou foi mal interpretado por Alexandre. "Ele foi explica que para o conforto dele seria melhor não entrar, pois a casa estava cheia", diz. Sobre a necessidade de agendamento, ele relata que o segurança quis colocar que seria bom ele ligar para reservar uma mesa ou área no camarote, onde teria mais conforto.

    "Não é nossa conduta tratar as pessoas assim. Temos outros clientes cadeirantes e nunca houve problema", conta. O proprietário ainda conta que há uma rampa de acesso no local, porém é pela entrada de serviço. "Não fomos nós que construímos a casa. Onde há as escadas, não há como colocar uma rampa", diz. Ele ainda informou que o segurança que conversou com Ank não é contratado da casa e estava substituindo outro.

    O melhor provedor de internet de
    Juiz de Fora

    ACESSA.com

    Banda larga na sua casa a partir de R$29,90

    Conheça nossos planos

    (32) 2101-2000

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.