• Assinantes
  • Autenticação
  • Educação

    Novas mudanças já para o próximo ano A partir de 2009, UFJF vai instituir novas regras de seleção para os alunos dos cursos de Artes e Ciências em Tecnologia. Mudanças ainda não foram definidas

    Renata Solano
    *Colaboração
    18/02/2008

    CONFIRA A LISTA DOS APROVADOS NO VESTIBULAR


    Ao todo, foram 35.384 candidatos concorrendo a 2.140 vagas disponíveis pela Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF) nos 31 cursos das instituição. No Vestibular, participaram cerca de 15 mil candidatos sendo que, aproximadamente, seis mil foram aprovados para a segunda etapa. Já no PISM III, foram 2.623 candidatos. O resultado foi divulgado nesta segunda-feira, dia 18 de fevereiro, pela instituição.

    Apesar de manter o sistema de seleção através dos exames como tem acontecido durante todos os anos, o pró-reitor de graduação, Eduardo Magrone acredita que é preciso uma modificação nesse método.

    "Há uma discrepância muito alta entre as notas dos alunos que prestam vestibular para medicina e a dos que prestam vestibular para os demais cursos, isso é muito equivocado, pois penso em quantos candidatos excelentes estamos desperdiçando", afirma.

    De modo geral, o desempenho dos candidatos a uma das vagas oferecidas pela Universidade foi considerado muito positivo pelo pró-reitor e pelo diretor da comissão permanente de seleção (Copese), professor José Maria Pereira Guerra (foto abaixo). Para eles, o aumento no ponto de corte da maioria dos cursos representa a elevação da qualidade dos alunos bem como seu empenho.

    Apesar da satisfação com o resultado do concurso, Magrone afirma que o processo de seleção como acontece não é totalmente justo. "O certo é que a seleção aconteça dentro da universidade. Hoje, o candidato não se inscreve para receber um conhecimento, mas sim para ter uma profissão, mas sem mesmo conhecer sobre ela, por isso o ideal é que o desempenho dele dentro da faculdade seja avaliado e nesse momento ele participe de uma seleção, de forma mais justa", acredita.

    Resultados do vestibular 2008

    Foto de José Maria Segundo o professor José Maria, o vestibular é um concurso público que merece ser divulgado com transparência. "As notas vão ficar expostas no site para que os alunos confiram o resultado", comenta.

    O diretor da comissão acredita que o resultado deste ano foi excelente e o sucesso deste processo seletivo se deve ao envolvimento de toda a comunidade acadêmica. "A universidade conta com um corpo de professores muito qualificado, o exame não foi mais fácil que nos outros anos, os candidatos é que tiveram uma excelente qualidade e alcançaram este resultado", afirma.

    Os candidatos selecionados podem fazer a matrícula, no anfiteatro da Reitoria, de quarta-feira, dia 20 de fevereiro, a sexta-feira dia 22, de acordo com o curso. O edital de reclassificação vai ser divulgado na quinta-feira, dia 28 de fevereiro no site do vestibular e a matrícula para os reclassificados acontece na sexta-feira, dia 29, na Central de Atendimento, localizada no campus.

    José Maria comenta que o processo de seleção é injusto, mas que este é um momento de incentivo para aqueles que não conseguiram a aprovação continue perseguindo seus sonhos. "O candidato que não foi aprovado, no ano seguinte tem a possibilidade de participar dos dois sistemas de seleção, tanto do Pism, quanto do vestibular tradicional", lembra.

    Maiores e menores notas
    A maior pontuação geral foi obtida por um candidato ao curso de Medicina, do grupo C, que totalizou 213,3 pontos em 240 possíveis. No PISM III, onde o máximo de pontos é 1.280, as melhores notas ficaram, respectivamente, com os candidatos de Medicina (1.161,10), Direito diurno (1.147,60) e Farmácia (1.068,70).

    • Os candidatos do grupo A (vagas do Sistema de Cotas para os candidatos que tenham cursado, pelo menos, sete séries do ensino fundamental ou médio em escolas públicas e autodeclararem-se negros) obtiveram a menor nota no curso de Geografia diurno com 28.8 pontos e a nota máxima foi obtida para o curso de Medicina, com 190.

    • O grupo B (vagas do Sistema de Cotas para os candidatos que tenham cursado pelo menos sete séries do ensino fundamental ou médio em escolas públicas) obteve um resultado de 15,8 pontos no curso de Filosofia e a nota máxima foi a do curso de Medicina, com 210,2 pontos.

    • O grupo C (vagas destinadas aos candidatos não-optantes pelo Sistema de Cotas), apresentou os seguintes resultados - nota mínima de 45,8 no curso de Filosofia e nota máxima de 213,3 no curso de Medicina.

    O outro destaque dado pelo diretor da Copese foi o número de vagas ociosas. "No ano passado tivemos 31 vagas ociosas em dois cursos, este ano, somente o curso de Filosofia apresenta oito vagas não ocupadas", afirma.

    Mudanças

    Foto de Eduardo Magrone No próximo ano, segundo Magrone, os cursos de bacharelado interdisciplinar em artes e em ciência e tecnologia vão começar a introduzir um novo sistema de seleção entre os alunos que já ingressaram nos cursos. "Não haverá nunca vagas para todo mundo, mas a idéia é definir quais os melhores os critérios de seleção dos alunos, selecionar alunos bons e não candidatos que são um produto da mídia e dos cursinhos", comenta.

    Segundo o pró-reitor, os candidatos escolhem a área e adquirem saber e conhecimento sobre o assunto, no final do curso. Nestes casos, vai haver a seleção específica, com o candidato já dentro da instituição de ensino. "Ainda não foi especificado como vai ser a seleção, pode ser um workshop, por exemplo", adianta.

    * Renata Solano é estudante de Comunicação Social da UFJF

    Conheça nossos planos e serviços

    (32) 2101-2000

    A melhor internet está aqui!

    Conteúdo Publicitário

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.