Terça-feira, 28 de agosto de 2007, atualizada às 11h23

CTU pode se transformar em Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia


Guilherme Arêas
Colaboração*

O Colégio Técnico Universitário (CTU) pode se transformar em Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia (IFET). Em reunião com o vice-presidente da república, José Alencar, o diretor geral do CTU, Paulo Rogério Guimarães, o reitor da UFJF, Henrique Duque e o prefeito de Juiz de Fora, Alberto Bejani, foram à Brasília solicitar que o vice-presidente apóie a iniciativa.

Com o status de instituto, o CTU passaria a ser uma autarquia da União, com maior quantidade de recursos, ampliação do quadro de servidores, maior oferta de cursos técnicos e criação de cursos superiores na área de tecnologia.

De acordo com o Ministério da Educação (MEC), as Instituições Federais de Educação Tecnológica formam, atualmente, uma rede de 152 escolas, sendo 36 Escolas Agrotécnicas Federais (EAF), 33 Centros Federais de Educação Tecnológica (CEFET), 30 Escolas Técnicas Vinculadas às Universidades Federais, uma Escola Técnica Federal, uma Universidade Tecnológica Federal e 11 Campi vinculados à Universidade Tecnológica.

Na sexta-feira, 31 de setembro, o CTU realiza o Seminário "Desafios da Integração". O objetivo é trazer, entre outras discussões, a possibilidade de se integrar novamente os ensinos técnico e médio no colégio, separados por imposição legal em 1997.

O Decreto nº 6.095, em que o Governo Federal estabeleceu diretrizes para a transformação das Escolas da Rede Federal de Educação Profissional e Tecnológica em IFETs, intensificou o debate, já que o decreto não prevê o ensino nos IFETs de forma separada.

O Seminário "Desafios da Integração" é voltado aos professores, servidores Técnico-Administrativos e representantes discentes do Colégio. O encontro será realizado de 08h às 17h30 no SESC Pousada de Juiz de Fora (Rua do Contorno, s/n, Bairro Nova Califórnia).

*Guilherme Arêas é estudante de Jornalismo da UFJF

Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.