• Assinantes
  • Autenticação
  • Educação

    Quarta-feira, 31 de outubro de 2007, atualizada às 18h02

    Reitoria da UFJF é mais uma vez invadida por estudantes


    Thiago Werneck
    Repórter

    A reitoria da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF) foi invadida mais uma vez pelos estudantes. Cerca de cem alunos entraram no prédio e impedem que as funções administrativas da Universidade sejam realizadas.

    A ocupação do prédio central do campus da UFJF acontece em protesto contra a repressão e a aprovação do Reuni sem antes ser feito um plebiscito com a comunidade acadêmica. A ocupação do prédio não tem dia para acabar. A data só pode ser definida, a partir de nova assembléia dos estudantes, marcada para a próxima quarta-feira, dia 7 de novembro, mas ela pode ser antecipada.

    Segundo o coordenador de comunicação do Diretório Central dos Estudantes, Vitor Alves Pontes (foto abaixo), vai ser montada uma pauta de reivindicações para serem apresentadas na reitoria. "Protestamos contra vários caminhos tomados pela Universidade e queremos o fim da repressão e que a reunião que aprovou o Reuni seja anulada".

    Vitor do DCE A a primeira ocupação da reitoria só terminou quando Conselho Superior da Universidade (Consu) prometeu discutir com os alunos e comunidade acadêmica as normas do Reuni. Mas para os estudantes, essa abertura não aconteceu. "Eles não ouviram ninguém do DCE, não deram ouvidos a APES (Associação dos Profissionais em Educação Superior). Isso não podemos aceitar", observa Vitor.

    Sobre o plebiscito, a UFJF alega que ele foi votado pelo Consu e não foi aprovado. A diretoria de comunicação da instituição ainda afirma que seguiu todos os caminhos legais para votação do Reuni, com três reuniões no Consu e com as unidades levando suas propostas para discussão. Quanto a repressão, a instituição afirma que pediu a presença de policiais em forma de defesa dos integrantes do conselho e do patrimônio da UFJF, sem agir de forma agressiva.

    A ocupação

    A invasão da reitoria foi definida nessa quarta-feira, dia 31 de outubro, em assembléia dos estudantes na Faculdade de Arquitetura e Urbanismo. O prédio foi tomado no início da tarde por cerca de cem estudantes. "Nossa assembléia foi polêmica com alguns discordando da atitude, mas a maioria aprovou o ato e por isso estamos aqui", conta Vitor.

    Os estudantes encontraram a reitoria vazia e biblioteca, pró-reitorias e setores administrativos não estão funcionando. O reitor Henrique Duque está em Brasília na votação de emendas que garantem orçamentos para a Universidade e ainda não se pronunciou sobre o assunto.

    Conheça nossos planos e serviços

    (32) 2101-2000

    A melhor internet está aqui!

    Conteúdo Publicitário

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.