Segunda-feira, 19 de novembro de 2007, atualizada às 17h30

Dos R$ 22 milhões repassados para as propostas aprovadas em edital da Fapemig, quase R$ 1 milhão vão para professores da UFJF


Sílvia Zoche
Subeditora

O Edital Universal 2007 da Fundação de Amparo a Pesquisa em Minas Gerais (Fapemig) foi aberto no início deste ano. Segundo a secretária da coordenação do Programa de Projetos de Pesquisa da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF), Lainer Serrano, 82 professores inscreveram projetos. Destes, 45 foram contemplados.

O total de aprovados em Minas Gerais, neste ano, foram 842 projetos, dos 1.497 propostas analisadas. Em 2006, o edital recebeu 1.367 projetos, dos quais foram contratados 577. Em 2005, foram contratados 452 projetos de pesquisa, que foi de 1.254 propostas.

Os recursos são destinados para o professor, que investe de acordo com o planejamento enviado à Fapemig, como revitalização de laboratórios. Na UFJF, existe uma pré-análise dos projetos para saber se está de acordo com o edital.

A análise dos projetos são de responsabilidade das oito Câmaras de Assessoramento da fundação, divididas de acordo com as áreas do conhecimento: Agricultura; Medicina Veterinária e Zootecnia; Ciências Biológicas e Biotecnologia; Ciências da Saúde; Ciências Exatas e dos Materiais; Recursos Naturais, Ciências e Tecnologias Ambientais; Ciências Sociais, Humanas, Letras e Artes; e Arquitetura e Engenharias.

Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.