• Assinantes
  • Autenticação
  • Educação

    Em greve, professores municipais realizam assembleia cultural Categoria cobra a implantação do Piso Salarial Profissional Nacional. Segundo presidente do Sinpro, adesão à greve chega a 84%

    Envie a sua foto pelo link SUA NOTÍCIA, clique aqui
    26/8/2011

    AtoProfessores da rede municipal de Juiz de Fora realizaram nova manifestação na tarde desta sexta-feira, 26 de agosto. A categoria luta pela aplicação do Piso Salarial Profissional Nacional. Desta vez, o encontro foi marcado pela cultura, com apresentação de músicos e manifestações poéticas. "Trata-se de uma assembleia para informar os rumos do movimento de greve e fortalecer a categoria por meio da sensibilização. Pretendemos prosseguir no movimento e cobrar do Executivo municipal o cumprimento do piso. Isso mesmo depois do acórdão do Supremo Tribunal Federal [STF], que obriga o pagamento do piso nacional dos professores como vencimento básico. Não há como protelar", aponta o presidente do Sindicato dos Professores (Sinpro), Flávio Bitarello.

    A resolução do STF, que apresenta caráter de medida cautelar, julgou como improcedente a Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI 4167), impetrada pelos governos estaduais contra a obrigatoriedade do pagamento do piso. Na próxima segunda-feira, dia 29, representantes do Sinpro serão recebidos pelos secretários de Educação e de Administração e Recursos Humanos, a fim de prosseguir com as negociações. Para a terça-feira, dia 30, está agendada uma assembleia da categoria, nas escadarias da Câmara Municipal de Juiz de Fora (CMJF). Segundo Bitarello, a adesão à greve deflagrada no último dia 16 chega a 84%.

    Os textos são revisados por Thaísa Hosken

    Conheça nossos planos e serviços

    (32) 2101-2000

    A melhor internet está aqui!

    Conteúdo Publicitário

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.