Segunda-feira, 5 de setembro de 2011, atualizada às 18h20

Professores ficam insatisfeitos com mais uma rodada de negociação com a prefeitura de JF

Jorge Júnior
Repórter
professores

Os representantes dos professores da rede municipal de ensino de Juiz de Fora reuniram-se com a secretária de Educação, Eleuza Maria Barboza, e com o secretário de Administração e Recursos Humanos (SARH), Vitor Valverde, para mais uma rodada de negociação nesta segunda-feira, dia 5 de setembro. Mais uma vez não houve acordo entre as partes, por isso, a categoria decidiu manter a greve.

Para o diretor do Sinpro, Flávio Bitarello, a prefeitura continua com o mesmo discurso. Segundo ele, os secretários ficaram de enviar um documento para o Ministério da Educação (MEC), solicitando recursos do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb), para arcar com os custos da educação aos professores. Bitarello, no entanto, acredita que essa decisão não é necessária, porque os gastos da PJF com a educação estão abaixo do limite previsto para este ano.

professores professores
Presença do prefeito

Enquanto ocorria a reunião, cerca de mil professores protestaram na Praça da Estação. Com faixas, cartazes, abacaxis e bananas, em alusão ao prefeito Custódio Mattos (PSDB) e à secretária de Educação. Na manifestação, a categoria cobrou a presença do chefe do Executivo."Solicitamos a participação do prefeito na mesa de negociação. Vamos fazer um documento protocolado cobrando a participação do Custódio", afirma o diretor. Nesta terça-feira, os sindicalistas promovem uma outra assembleia, às 14h.

Os textos são revisados por Thaísa Hosken

Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.