Sexta-feira, 13 de novembro de 2015, atualizada às 18h23

Caminhões da UFJF levarão doações de água mineral para Governador Valadares

ufjf

A Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF) disponibilizará dois caminhões-baú para levar galões de água e um caminhão-pipa para Governador Valadares. As medidas para auxiliar a comunidade do município que abriga o campus avançado foram definidas em reunião realizada pelo reitor Julio Chebli com membros da administração e estudantes nesta sexta-feira, 13. A universidade também inicia uma campanha de arrecadação de água mineral para a população do município e região que estão desabastecidos deste terça-feira, 10 de novembro, devido a impossibilidade de tratamento da água Rio Doce causados pelos rejeitos lançados nos rios após o rompimento das duas barragens em Bento Rodrigues, distrito de Mariana (MG).

A reitoria está em contato com a prefeitura da cidade para informar sobre as ações. Todas as doações serão entregues em postos oficiais indicados pelo município. As aulas no campus avançado seguem suspensas até a normalização dos serviços urbanos essenciais.

As doações de água mineral, em garrafas ou galões, poderão ser feitas a partir da próxima segunda-feira, 16, nos seguintes locais, definidos pela Administração Superior e pelas entidades representativas, conforme o horário de atendimento de cada unidade:

Setor de Transportes na Proinfra – Campus

Central de Atendimento, no prédio da Reitoria – Campus

Secretaria do Instituto de Ciências Exatas – Campus

Secretaria do Centro de Ciências da Saúde – Campus

RU Centro – Rua Santo Antônio, s/n, próximo à Rua Benjamin Constant, Centro

Secretaria do Colégio de Aplicação João XXIII – Rua Visconde Mauá 300, Santa Helena
Apes – Campus

Sintufejuf – Rua Santo Antônio 309, Centro

Mercado Municipal – Avenida Getúlio Vargas, Centro

DAs/CAs – Instituto de Artes e Design, Instituto de Ciências Exatas, Letras, Psicologia, Farmácia, Pedagogia, Engenharia e Serviço Social – Campus

Nota

A UFJF divulgou nota de indignação em relação ao desastre ambiental e social que foi causado pelo rompimento das barragens de Fundão e Santarém. "É lamentável que medidas preventivas adequadas não tenham sido tomadas, o que levou a um acontecimento que está deixando diversos municípios de Minas Gerais e Espírito Santo em estado de calamidade, causando danos irreparáveis ao meio ambiente e atingindo de forma dramática os habitantes de uma vasta região".

Além de sua manifestação de indignação e solidariedade, a UFJF "manifesta-se junto às autoridades competentes no sentido de que os fatos sejam rigorosamente apurados e os responsáveis por causar esta tragédia sejam exemplarmente punidos".

Com informações da UFJF

Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.