• Assinantes
  • Autenticação
  • Educação
    Terça-feira, 14 de maio de 2019, atualizada às 16h45

    Professores de JF aderem greve nacional contra Reforma da Previdência nesta quarta

    Da redação

    Nesta quarta-feira, 15 de maio, as redes de ensino municipal, estadual e federal vão aderir a Greve Nacional de Educação em Juiz de Fora. A principal pauta do dia será contra a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) da Reforma da Previdência, em análise desde 25 de abril pela Comissão Especial na Câmara dos Deputados.

    A Associação dos Professores de Ensino Superior de Juiz de Fora (Apes-JF), Diretório Central dos Estudantes (DCE) e Sindicato de trabalhadores Técnico-administrativos em Educação das Instituições Federais de Juiz de Fora (Sintufejuf) farão parte de um ato, organizado pela Frente em Defesa de Previdência Pública, às 16h, no Parque Halfeld, Centro, conforme deliberado em assembleia docente no dia 7 de maio.

    O movimento fará uma aula pública, com o tema “Reforma da Previdência e cortes na educação” com Flávio Sereno, Laura Tavares e Lorene Figueiredo. Haverá a participação do grupo de tambor mineiro Ingoma, apresentação do Sararau Crioulos e performance do poeta Ícaro Renault, além da presença da bateria do Levante Popular da Juventude.

    A presidente da APES, Marina Barbosa, ressalta que “Dia 15 é um dia importantíssimo pra luta que estamos travando no Brasil inteiro nesse momento. O setor da educação vai pra rua e vai mostrar força e a disposição de lutar e vai, com isso, buscar mais uma vez exercer a resistência nas ruas contra os cortes e contra a perspectiva de destruição das universidades, dos Institutos Federais e da educação em todos os níveis no Brasil. Com certeza será um dia importante, grande, de luta, que somará nossas forças para construção da grande greve geral prevista pro dia 14 de junho.”

    Já o Sindicato dos Professores de Juiz de Fora (Sinpro-JF) convocaram o magistério municipal para assembleia no dia, com paralisação das atividades, às 15h, no Ritz Hotel. A pauta de discussão será campanha salarial. Conforme o Sindicato, estarão em discussão o índice de reajuste salarial, o pagamento da Ajusta de Custo e Valorização do Magistério (ACVM) de 2018 e de 2019, a revogação do artigo 9º da Lei 13.012, a abertura de concurso público, entre outros vários pontos importantes.

    O Sindicato Único dos Trabalhadores em Educação de Minas Gerais (Sind-Ute) subsede Juiz de Fora divulgou em suas redes sociais que fará assembleia e concentração na Escola Delfim Moreira, na Rua Santo Antônio, 1.130, Centro, para seguirem para o Ato Unificado no Parque Halfeld.

    A Greve Nacional da Educação foi definida pela Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE).

    O melhor provedor de internet de
    Juiz de Fora

    ACESSA.com

    Banda larga na sua casa a partir de R$29,90

    Conheça nossos planos

    (32) 2101-2000

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.