• Assinantes
  • Esporte

    Campeonato Mineiro: duelo de galos será com casa cheia em JF

    É grande a procura por ingressos por parte da torcida carijó. Somente no ponto de venda do Calçadão, foram vendidos quatro mil bilhetes

    Thiago Stephan
    Repórter
    14/4/2012
    Venda de ingressos no Calçadão

    Juiz de Fora é uma das poucas cidades do Estado onde os clubes da capital realmente jogam fora de casa. Nas demais praças, as torcidas de Atlético-MG e Cruzeiro costumam se igualar a dos time locais. Por aqui, é diferente. Os carijós fazem questão de mostrar quem é o dono do terreiro.

    Neste domingo, 15 de abril, a partir das 16h, o Galo da capital vai sentir o peso da torcida juiz-forana na decisiva partida para o Tupi. De acordo com previsões da assessoria de imprensa do clube, a carga de 10 mil ingressos disponibilizada para a venda antecipada deve esgotar até o final da tarde deste sábado, 14.

    Pela manhã, os torcedores juiz-foranos procuravam, em grande número, ingressos para a partida. A fila era constante em frente ao ponto de venda no Calçadão da rua Halfeld. "A procura está muito grande durante toda a semana. Até agora [11h de sábado] foram vendidos cerca de quatro mil ingressos só neste ponto. Vamos ficar aqui até as 13h e é possível que a procura aumente ainda mais", relatou o tesoureiro da Liga de Futebol de Juiz de Fora, Wladimir Freitas. No domingo, os bilhetes poderão ser adquiridos nas bilheterias do estádio, que serão abertas às 10h, ou em lojas de uma rede de supermercados da cidade até as 12h. No dia do jogo, os preços são R$ 20 e R$ 10 (meia entrada).

    A partida contra o Atlético-MG tem atraído público bastante variado. De jovens a idosos, homens ou mulheres, todos querem apoiar o Carijó diante do Galo da capital. "Acho que o Tupi ganha do Atlético-MG por 2 a 0", disse a estudante Laura Teixeira, de 16 anos, moradora de Juiz de Fora desde fevereiro. Entretanto, ela se enrolou na hora de dizer quais os jogadores marcariam os gols da partida. O mesmo aconteceu com o balconista Luiz Alberto Gonzaga, de 54 anos. Segundo ele, o duelo de galos deste domingo mexe especialmente com a sua família. "Eu sou Tupi, mas minha mulher torce para o Atlético-MG, já que o Danilinho [jogador do Atlético-MG] é sobrinho dela. Mas eu torço para o Tupi", afirma.

    Jogadores fazem recreativo

    O Tupi precisa de, pelo menos, um empate para garantir a classificação para as semifinais do Mineiro. Se isso acontecer, será a quinta vez na história que o clube terminará entre os quatro primeiros do Estadual. Se a classificação se confirmar, conquista também o título de campeão do interior pela quarta vez. As duas coisas também podem ocorrer em caso de derrota. Basta que o Nacional de Nova Serrana não vença o Villa Nova, em Nova Lima, ou, se vencer, não tire a desvantagem de sete gols em relação ao saldo do Carijó.

    Neste sábado, 14, enquanto os torcedores se aglomeram para adquirir os ingressos, o técnico Moacir Júnior promovia o "rachão" no gramado do Salles Oliveira. O treino recreativo em Santa Terezinha foi a última atividade do elenco antes da partida. À tarde, os jogadores se concentram em um hotel da cidade, de onde só saem para a decisiva partida.

    Para o duelo, o treinador não poderá contar com três jogadores, sendo dois titulares. O lateral esquerdo Michel Benhami recebeu o terceiro cartão amarelo e cumpre suspensão automática. O meia Michel Cury, com dores na coxa esquerda, é outro que não vai para o jogo. O volante Paulinho, que não tem entrado como titular, pertence ao Atlético-MG e não fica disponível por força de contrato.

    Ao longo da semana, Moacir Júnior testou diferentes formações. A mais provável é que ele utilize o zagueiro Fabrício Soares na lateral direita, o que já aconteceu em outras duas oportunidades do Campeonato Mineiro. Léo Salino e Henrique são outras opções. Mas, se a escalação de Soares for confirmada, o baiano deve ser confirmado na armação de jogadas.

    Recreativo em Santa Terezinha Cuca

    Atlético-MG quer a liderança

    O Atlético-MG vem a Juiz de Fora para confirmar a primeira posição na fase classificatória. Mas o técnico Cuca projeta uma partida difícil diante do Tupi. "Ainda temos este último jogo que é um dos mais difíceis, lá, contra a melhor equipe do interior, e os números estão aí para provar. É um jogo complicado, difícil, e temos que conseguir um bom resultado para coroar todas essas onze partidas que vão culminar no domingo. A gente tem que ir equilibrado, motivado e consciente de que é um jogo de caráter decisivo", comenta o técnico Cuca em matéria publicada no site oficial do Atlético-MG.

    O treinador ressaltou, ainda, a base do Tupi que foi mantida do ano passado. "O Moacir Júnior está fazendo um grande trabalho. É uma equipe que tem conjunto desde o ano passado, foi campeão da Série D vencendo o Santa Cruz em Recife, que não é fácil, é uma equipe encaixada, já madura, tem jogadores importantes que já jogaram em grandes equipes e hoje defendem o Tupi, que é grande no cenário mineiro, então, é um jogo complicado. A última rodada tem caráter decisivo e vamos preparados", afirmou o técnico atleticano, que não poderá contar com Pierre e Marcos Rocha, suspensos.

    A torcida do Atlético-MG entrará no Estádio Municipal Radialista Mário Helênio pelo bairro Dom Orione.

    35 ônibus extras

    A Secretaria de Transporte e Trânsito (Settra) vai disponibilizar 24 ônibus extras saindo do Centro para atender os torcedores (linha 517). Os primeiros veículos sairão da Avenida Presidente Itamar Franco (em frente ao Procon) às 13h30. Já no sentido Estádio / Centro, o último veículo sairá da região da partida às 18h45. Além disso, a Settra vai disponibilizar coletivos para sair de 11 bairros da cidade, todos com saída às 14h. São eles: Linha 100 (Filgueiras); Linha 116 (Vivendas da Serra); Linha 137 (Sagrado Coração de Jesus / Manoel Honório); Linha 208 (Progresso); Linha 302 (Floresta); Linha 402 (Alto Grajaú); Linha 432 (São Benedito); Linha 436 (Linhares); Linha 440 (Santo Antônio); Linha 605 (Milho Branco); e Linha 766 (Zona Norte / avenida Rio Branco).

    Ficha técnica

    TUPI x ATLÉTICO

    Motivo: Campeonato Mineiro – 11ª rodada

    Data: 15/4/2012

    Hora: 16h

    Estádio: Radialista Mario Helênio

    Cidade: Juiz de Fora (MG)

    Árbitro: Cleisson Veloso Pereira

    Auxiliares: Guilherme Dias Camilo e Celso Luiz da Silva.

    Classificação
    Clube PG J SG V D E GP GC
    1 - Atlético 28 10 19 9 0 1 26 7
    2 - Cruzeiro 25 10 18 8 1 1 24 6
    3 - América/BH 21 10 9 7 3 0 20 11
    4 - TUPI 16 10 3 5 4 1 14 11
    5 - Nacional/NS 13 10 -4 4 5 1 16 20
    6 - Caldense 13 10 -5 3 3 4 8 13
    7 - Guarani 12 10 -4 3 4 3 11 15
    8 - Villa Nova 10 10 -3 2 4 4 11 14
    9 - Boa 9 10 -2 2 5 3 8 10
    10 - América/TO 8 10 -6 2 6 2 10 16
    11 - Democrata/GV 7 10 -18 2 7 1 7 25
    12 - Uberaba SC 6 10 -7 1 6 3 10 17

    Os textos são revisados por Mariana Benicá

    O melhor provedor de internet de
    Juiz de Fora

    ACESSA.com

    Banda larga na sua casa a partir de R$29,90

    Conheça nossos planos

    (32) 2101-2000

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.