• Assinantes
  • Esporte

    Torcida para todos os bolsos

    Produtos relacionados à Copa do Mundo vão de R$ 1 à R$ 349,90 e torcedores de todas as classes sociais se vestem de verde e amarelo para o Mundial

    Lucas Soares
    Repórter
    11/06/2014

    Ir a um jogo da Copa do Mundo será um privilégio para poucos torcedores, principalmente depois que boa parte dos ingressos já esgotou. Mas aquela torcida de longe também vale. Faltando apenas um dia para o início do Mundial, as vendas dispararam e as lojas com artigos relacionados ao evento estão lotadas.

    Este é o caso da loja 25 de Março, na rua Marechal Deodoro. Com produtos entre R$ 1 e R$ 29,90, a estratégia de vender artigos populares como bandeiras, camisas, cornetas e até bijuterias da Copa faz sucesso. "Acredito que as vendas aumentaram em mais de 80% em relação aos dias normais, em função da Copa do Mundo", diz a gerente da loja, Jacqueline Justino, 36.

    Por outro lado, o movimento na New Sport, também na rua Marechal Deodoro, já foi maior. A explicação, no entanto, foi o sucesso de vendas. "As camisas oficiais verde e amarelo do Brasil esgotaram. Sobraram poucas unidades da verde-escura e da azul", explica o gerente, Almir Toledo, 50. Ainda segundo Toledo, a procura pelo uniforme oficial de outras seleções cresceu entre 15% e 20% para o Mundial.

    Para Jacqueline, o sucesso é tamanho que a expectativa é aumentar ainda mais as vendas. "Vamos trabalhar amanhã (12 de junho, data da estreia do Brasil) até umas 15h, e estamos apostando muito nessas vendas de última hora. Se a Seleção ir avançando, e quem sabe chegar à final, a tendência é vender mais ainda", comenta.

    No mercado informal, no entanto, comerciantes registram queda nas vendas. A explicação, na opinião de Maria Aparecida Sousa Reis, a Cida, 71, são as lojas com preços populares. "O crescimento do mercado com preços mais baixos do que o nosso apresentam dificuldades nas vendas. Temos de tudo, mas ainda está devagar", comenta.

    Lembrança do Mundial

    Como a maioria dos torcedores não puderam ver a a Copa de 50, a primeira disputada no país, a procura por artigos que servem de lembrança é grande. "Dou preferência aos produtos que tenham o escrito Brasil 2014, o mascote, ou alguma lembrança do Maracanã, por exemplo. É importante lembrar que a Copa foi aqui, para contar no futuro", conta a doméstica Vânia Luzia Andrade, 42.

    A procura por camisas também é grande, principalmente para crianças. Com preços mais baixos do que os modelos vendidos aos adultos, os pais buscam formas de passar o sentimento nacionalista aos mais novos. "É importante para nossos filhos saberem o que é uma Copa do Mundo no Brasil, por isso não economizo em decorar a casa, comprar camisas, buzinas, boné e outros artigos da copa", diz o auxiliar de serviços gerais, Arlindo Silva, 31.

    O melhor provedor de internet de
    Juiz de Fora

    ACESSA.com

    Banda larga na sua casa a partir de R$29,90

    Conheça nossos planos

    (32) 2101-2000

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.