• Assinantes
  • Autenticação
  • Campeonato Mineiro

    Atlético goleia Cruzeiro e aproxima as mãos da taça Após o jogo, o treinador do Cruzeiro, Paulo Autuori, pede demissão. Outro treinador pode ser anunciado nesta terça

    Guilherme Oliveira
    Colaboração*
    30/04/2007

    A vitória elástica, por 4 a 0, do Atlético frente ao Cruzeiro, no Mineirão, no último domingo, 29 de abril, deixou o Galo com uma mão na taça. Apesar dos jogadores alvinegros pregarem que ainda faltam 90 minutos e que em clássico tudo pode acontecer, a torcida já gritava no estádio "É campeão", confiantes na quebra de um jejum de sete anos sem títulos estaduais. O próximo jogo está marcado para o próximo domingo, dia 06 de abril, às 16h, no Mineirão.

    A derrota cruzeirense somada a desclassificação na Copa do Brasil para o Brasiliense na última quarta-feira, 25 de abril, fez com que o treinador Paulo Autuori pedisse demissão do cargo. A expectativa cruzeirense é anunciar outro treinador ainda nesta terça, 1º de maio, mas nada está confirmado ainda. Se até o dia do jogo, não houver nenhum treinador escolhido, o auxiliar técnico do Cruzeiro, Emerson Ávila, pode assumir provisoriamente.

    No site do time, o presidente Alvimar de Oliveira Costa diz que a intenção é fazer o anúncio o quanto antes. "Vamos juntar os cacos durante a semana e vamos atrás de outro treinador. Se não conseguirmos até domingo, o time vai ser dirigido interinamente pelo Emerson (Ávila). O objetivo é tentar contratar esse treinador no mais tardar até terça-feira".

    Os gols atleticanos

    Os gols atleticanos saíram todos na etapa final. Com um jogador a mais desde os 37 minutos do primeiro tempo devido a expulsão do zagueiro cruzeirense Gladstone, foram necessários apenas 21 segundos para o Atlético abrir a contagem no segundo tempo com Éder Luis.

    O resultado não era ainda nenhuma tragédia para a equipe celeste que no jogo de volta poderia vencer pelo mesmo placar e levantar a taça, já que fez melhor campanha na primeira fase.

    Porém, a partir dos 37 minutos, o Atlético deslanchou de vez. Danilinho recebeu sozinho na frente de Fábio, encobriu o goleiro, ainda se atrapalhou com a bola mas conseguiu marcar o segundo atleticano.

    Para piorar a situação celeste, aos 42, Simões foi expulso após entrada violenta em Danilinho. No minuto seguinte, Fábio cometeu pênalti em Marcinho. Ele mesmo, aos 43, converteu o terceiro.

    Com dois jogadores a menos e atordoado pelo placar, o Cruzeiro ainda teve tempo de pecar mais uma vez. Na saída de bola, Araújo tocou fraco para trás e Vanderlei roubou a bola, passou por um zagueiro e viu o goleiro Fábio de costas, e tocou para o gol vazio decretando o placar em 4 a 0.

    Ficha técnica

    Data: 29 de abril 2007

    Local: Estádio Mineirão, Belo Horizonte - MG

    Renda e público: R$ 673.288,50 e 38.644 pagantes

    Juiz: Cléver Assunção Gonçalves

    Cartões:

    • Amarelos: Atlético: Marcos (32’ 1ºT), Marcinho (39’, 1ºT), Rafael Miranda (14’, 2ºT) e Danilinho (38’, 2ºT). Cruzeiro: Fellype Gabriel (12’, 1ºT) e Léo Silva (15’, 1ºT)
    • Vermelho: Cruzeiro: Gladstone (37’, 1ºT) e Simões (42’, 2ºT)

    Gols:

    • Éder Luís (1-0), aos 21 segundos / 2º tempo
    • Danilinho (2-0), aos 37 / 2º tempo
    • Marcinho (3-0), aos 43 / 2º tempo
    • Vanderlei (4-0), aos 44 / 2º tempo

    Atlético: Diego, Coelho, Marcos, Lima, Rafael Miranda (Germano 41’,2ºT), Ricardinho, Danilinho, Bilú, Galvão, Marcinho, Éder Luis ( 32’, 2ºT). Técnico: Levir Culpi

    Cruzeiro: Fábio, Gabriel, Luizão, Gladstone, Léo Silva, Jonathan, Araújo, Ricardinho, Nenê (Guilherme 13’, 2ºT), Fellype Gabriel (Simões 42’, 1º T), Geovanni (Maicosuel 13’, 2ºT). Técnico: Paulo Autuori

    *Guilherme Oliveira é estudante de Comunicação Social da Universidade Federal de Juiz de Fora

    O melhor provedor de internet de
    Juiz de Fora

    ACESSA.com

    Banda larga na sua casa a partir de R$29,90

    Conheça nossos planos

    (32) 2101-2000

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.