• Assinantes
  • Fim de Ano

    Reta final para o Natal gera forte expectativa de vendas para o comércio de JF

    Fatores como recebimento do 13º salário e alguns adiantamentos pagos no dia 15 influenciam nas vendas de última hora

    Nathália Carvalho
    Repórter
    17/12/2012
    Vendas de JF

    A uma semana do Natal, o comércio em Juiz de Fora está registrando um movimento cada vez maior nas vendas. Contudo, conforme a apuração do Portal ACESSA.com, a expectativa de incremento significativo está totalmente depositada nesta semana de véspera, que tem início nesta segunda-feira, 17 de dezembro, para grande parte dos empresários. De acordo com o Sindicato do Comércio de Juiz de Fora (Sindicomércio-JF), vários fatores vão influenciar no aumento do consumo neste período, principalmente a partir do dia 20 deste mês.

    Em pesquisa realizada pelo órgão no último dia 5, mais da metade dos consumidores, o que corresponde a 53,3%, pretendia fazer suas compras entre os dias 8 e 21 de dezembro. Contudo, quase um terço dos entrevistados (27,6%) avisou que deixaria para comprar na última hora, sendo os dias 22, 23 e 24 os preferidos. "Essa semana será definitiva e os comerciantes estão se preparando para receber um forte movimento. Acreditamos que até o dia 24 será crucial para as vendas e a expectativa é a melhor possível", revela o Superintendente do Sindicomércio, Sérgio Costa de Paula.

    Ainda segundo Costa, desde o final de dezembro já está sendo registrado um grande fluxo de pessoas, considerado um índice positivo para o período. Porém, fatores como o recebimento do 13º salário nesta quarta-feira, 20, para muitos trabalhadores, e ainda alguns adiantamentos que foram pagos no dia 15, influenciam diretamente no poder de compra. "Muita gente projetou gastar parte desse dinheiro recebido na véspera do Natal e isso provoca um aumento de 5% nas vendas da penúltima para a última semana", diz.

    Para o gerente da loja Humanitarian, João Carlos Correia, ter aberto o comércio no último sábado, 15, até mais tarde e também no domingo, 16, foi compensador. "Está valendo a pena ficar com as portas abertas mais tempo. Já estamos registrando um crescimento de 5% a 7% neste mês com relação ao mesmo período do passado", explica. Na loja Arpel, o movimento também tem surpreendido. "Estávamos esperando um número de vendas bem abaixo no domingo e trabalhamos com carga reduzida de funcionários, contudo, o saldo foi positivo. Mas, nesta semana deve dobrar o movimento com relação à última", revela a gerente Ethel Lacerda. Já na loja Hagler, a gerente Michele Pacheco revela que, apesar dos últimos dias não terem sido tão favoráveis, as vendas deverão aumentar em até 30% a partir desta segunda.

    Entretanto, em uma loja de bijuterias da avenida Rio Branco, Centro, a expectativa não é a mesma. "Ainda não tivemos aquele movimento de Natal como aconteceu nos últimos anos, e acabou não compensando abrir a loja no domingo. Tivemos um alavancamento de 10% quando a expectativa era de 25% para a penúltima semana", garante a gerente. Já na loja Glamour, o proprietário Tanos Miana explica que a expectativa é de vender até 100% a mais na véspera. "Estamos comercializando dentro do esperado", diz.

    Pagamentos à vista

    O superintendente também explica que a maioria dos clientes têm realizado compras com dinheiro e à vista, deixando o cartão de crédito para segundo plano. "Acredito que exista uma maior preocupação com dívidas acumuladas e com os impostos de janeiro, o que leva as pessoas a comprarem presente na última hora. Mas isso acaba fazendo com que as compras não sejam tão boas, com produtos de baixa qualidade e com preços não tão favoráveis."

    Os textos são revisados por Juliana França

    O melhor provedor de internet de
    Juiz de Fora

    ACESSA.com

    Banda larga na sua casa a partir de R$29,90

    Conheça nossos planos

    (32) 2101-2000

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.