Animais e férias Companhia de animais de estimação pode estimular o desenvolvimento das crianças. Anote as dicas e brinque pra valer com o seu animal durante as férias

Renata Cristina
16/01/07

A meninada está de férias e o que elas mais querem é brincar! Nessa hora, a companhia de animais de estimação pode ser essencial. Isso porque cães, gatos, pássaros, peixes e tantos outros bichos estimulam o desenvolvimento das crianças e podem ajudar na interação de toda a família.

De acordo com a psicóloga Bianca Fortes, especializada em desenvolvimento humano, a presença de um cão dentro de casa pode reforçar os valores de responsabilidade, respeito e sociabilidade nas crianças.

"Tudo depende da forma como o animal é apresentado", explica a psicóloga. Para que o bichinho se torne um parceiro na educação infantil, a profissional orienta que sejam designadas funções para cada membro da casa, definindo quem dará a alimentação, levará para o banho, o passeio, entre outras atividades.

Segundo a Bianca, o cumprimento destas tarefas é sinônimo de responsabilidade. "Se desde cedo a criança for estimulada, mais tarde ela não terá problemas com a realização de tarefas", orienta. No caso das brincadeiras e da convivência com o animal, são introduzidos valores de respeito ao próximo e sociabilidade. "A atividade recreativa envolve respeito com o animal, caso contrário, ele não vai mais aceitar o chamado da criança", afirma a psicóloga.

Foto Milena e Clara Foto Milena e Clara Foto Milena e Clara

As primas Milena Cindi e Clara de Oliveira (foto acima) se reuniram nessas férias para brincar. Um dos passatempos preferidos dessa dupla é cuidar de diversos animais e visitar um pet shop em sua rua. Milena possui uma cadela que, segundo ela, é espuleta. "Ela gosta muito de correr, dar um pega nas galinhas e passear pelo sítio", revela. De acordo com a menina, a brincadeira com Kiara começa cedo e só termina no final do dia. Além do passatempo, a menina também é responsável pela ração e água da cadela durante os passeios no sítio.

Já a prima Clara possui uma codorna e tem todos os dias que trocar a água e dar comida da ave, além de recolher seus ovos. "Não tenho coragem de comer os ovos, mas meu pai, minha mãe e meu irmão comem", diz. O irmão de Clara também tem um peixinho, doado pela garota, já que ela não queria acumular a função de dois animais para cuidar. "Ia ficar muito cansada", brinca.

Foto Milena e Clara Foto Milena e Clara Foto Milena e Clara

A dupla garante que a principal dica para se divertir com o animal de estimação durante as férias é dar atenção, carinho, comida e passear com o bicho. "Acho que eles gostam de tudo, se a gente tiver carinho", diz Milena.

Foto Milena e Clara A mãe de Clara, Emilce Mendes de Oliveira e Silva, acredita que os animais são bons companheiros para seus filhos. Só para ter uma idéia, as crianças já tiveram pássaros, um pintinho que se transformou em frango e até um pato em casa. "Tento sempre negociar com os meus filhos uma forma de atender o desejo de ter um animal, mas compatíveis com um apartamento", explica Emilce. Para isso, ela utiliza muita conversa e sempre acaba conseguindo conciliar as vontades dos meninos com suas condições.

Emilce também delega funções aos filhos, para criar responsabilidade diante do desejo de manter em casa um animal de estimação. "É claro que acompanhamos o tratamento dos bichos, mas eles têm sempre que cuidar", diz.

Brincadeiras mil

Para os cães se divertirem com você durante as férias, há uma infinidade de opções. De acordo com a proprietária de um pet shop de Juiz de Fora, Jane Pedretti, as crianças podem utilizar uma série de brinquedos e gulouseimas e cair na brincadeira. A grande novidade é o chicletes para cachorro que evita tártaro e mal hálito. Há sabores diversos, como menta, bacon, frango, abacaxi, morango, uva e laranja.

Foto brinquedo de cachorro Foto
brinquedo de cachorro Foto brinquedo de cachorro Foto brinquedo de cachorro Foto brinquedo de cachorro Foto brinquedo de cachorro

Há também um brinquedo-acessório, a corda fio-dental. Você pode jogar para seu cãozinho pegar e, na hora, em que ele morde, já limpa os dentes. Criativo e saudável!

Para cães e gatos, há também peões, bolas, ossos, mordedeiras e objetos de borracha em que você pode colocar uma ração dentro. Isso vai motivar o seu cãozinho na brincadeira!

Você também pode fazer um treinamento específico com o cão, ensinando-o a pular corda ou até passar no meio de um bambolê. Se você quer treinar um peixinho, isso também é possível! É só criar desafios no aquário e ensiná-lo durante 20 minutos todos os dias. Ah, e não se esqueça: a recompensa pode ser uma refeição bem gostosa!

Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.