Mochilas Dicas de como aliviar o peso que suas costas carregam

Em arquivo
08/03/2006

Apesar do ano letivo ter começado antes do carnaval, a galera vai pra aula com mais pique depois que acabam as festas. Meninos e meninas costumam ficar empolgados com o material novo. Claro que tem muita gente que aproveita os apetrechos dos anos anteriores. A mochila é um exemplo.

E, como este objeto é tema de conversas, entre os alunos e, principalmente, entre os pais. É que muitos ainda sofrem com a quantidade de material escolar que se carrega. De acordo com o ortopedista e fisiatra Farha Shayani, o peso ideal de uma mochila deve ser entre 10% e 15% do peso corporal da criança.

Alguns estudantes reclamam que precisam levar muitos livros e cadernos para as aulas. Natália Dias, 13, que está na 7ª série, confessa que esquece alguns livros em casa, de propósito. "Não dá pra levar tudo". Lucas Costa, 10, na 4ª série, também acha a mochila muito pesada, mas vai pra escola e volta pra casa quase sempre de van. "Já fui à pé. Só que incomoda".

A mãe da estudante Ana Luísa Crivellari Rodrigues, Renata Crivellari (foto ao lado), reclama e diz que a quantidade de coisas que a filha carrega é um exagero e exemplifica. "Tem dia que ela tem aula de Português, Inglês e Religião. Só de Religião são três livros. Mais o livro e o dicionário de Português e o livro e o dicionário de Inglês. Quando são seis matéria diferentes, ela carrega parte dos livros na mão. Isso sem contar os cadernos. O peso é tanto que ela não consegue levantar a mochila do chão e eu tenho que ajudar", diz.

Por isso, Renata não deixa a filha voltar pra casa de ônibus depois da escola. "Prefiro buscar de carro, mesmo tendo ônibus na porta do colégio e parando na porta de casa. Com este peso, ela não vai agüentar passar na roleta", explica.

O primeiro passo é ver se seu filho não está levando material desnecessário pra aula. Converse com ele e, se necessário, com os professores. Os pais também podem ajudar no preparo da mochila do dia.

Algumas escolas oferecem armários para que o estudante deixe parte de seu material guardado, mas somente aqueles que não serão usados nas tarefas de casa.

Um adulto pode acompanhar o aluno até a escola, caso o percurso seja à pé e a uma distância mais longa, carregando a mochila. Outra dica é usar fichários no lugar de cadernos. Assim, você pode levar somente as folhas da última aula e algumas extras que serão usadas no dia.

As mochilas com rodinhas também auxiliam na distribuição do peso. Mas alguns estudantes, além de reclamar da irregularidade das calçadas, dizem que aos 12, 13 anos não querem de jeito nenhum, porque consideram que é coisa de criança. E por falar em peso, uma dica do ortopedista é sempre dobrar os joelhos ao pegar algum objeto, que esteja abaixo da altura das mãos. Sua coluna agradece.

Não deixe a alça da mochila nem muito curta, nem muito longa. Ela deve ficar encostada nas costas e sem folga, mas também não apertada.

Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.