• Assinantes
  • Autenticação
  • Infantil

    A arte de desenhar O desenho é uma forma de a criança se comunicar com o mundo,
    através das cores e das formas


    Renata Solano
    *Colaboração
    14/04/2008

    Segundo o artista plástico e desenhista, Alberto Pinto, o desenho é um meio de comunicação. "Trata-se de uma forma de exteriorizar os sentimentos e de as pessoas retratarem seus pensamentos. O desenho é uma forma primitiva de comunicação e que, com o tempo, foi substituída pelas palavras", comenta.

    Alberto comenta que nas escolas, muitas vezes, os educadores têm a preocupação única da alfabetização, mas se esquecem de desenvolver o lado criativo a artístico da criança. Por isso, ele afirma que não ensina a pessoa a desenhar, mas estimula o que já existe dentro dela. "Não há desenho bonito ou feio, vemos Picasso e é desconfigurado, mas é valorizado também. Cada um faz da sua forma, só é necessário estimular a arte dentro das crianças", defende.

    Para fazer um desenho, a pessoa precisa apenas de papel e qualquer objeto que risque. Mas para deixar o desenho mais bonito e atraente, as crianças gostam mesmo é das canetas coloridas, dos lápis de cor e do giz de cera.

    Foto de Alberto desenhando Foto de ilustração do livro Foto de desenhos de Alberto

    Para facilitar a prática para seus alunos mirins, Alberto costuma fazer associações. "Primeiro devemos fazer o manequim, ou seja, a estrutura ou o esboço do que a pessoa vai desenhar. Para isso, costumamos usar linhas e figuras geométricas como base da figura", afirma.

    Os exemplos básicos do artista são o uso de círculo para a cabeça e retângulo para o corpo. "Isso não é definitivo, cada personagem tem um formato diferente e nem sempre as figuras geométricas são tão perfeitas. Às vezes, entortamos um pouco para ficar melhor no desenho final", comenta.

    Alberto diz que o desenho é uma expressão da linguagem artística e que é fundamental no desenvolvimento infantil. "As crianças já estão inseridas em um meio onde o desenho está presente o tempo todo. Seja através das imagens na televisão, dos rótulos dos produtos, dos cartazes nas ruas ou até mesmo das revistas. Através do desenho a criança desenvolve sua forma de expressar no mundo e para o mundo através de sua imaginação usando cores, formas, tamanhos, símbolos, ela opina, critica e sugere", acredita.

    Foto de desenho da Emilia Foto de desenho do visconde Foto de desenho do visconde

    O desenhista diz que trabalhar com desenho é muito especial e que cada um faz figuras de um jeito diferente. "Não adianta eu ensinar uma forma de fazer, porque vamos verificar que cada um colocou o olho de um jeito, o cabelo de uma cor, a roupa de outra e isso que é especial, a diferença do ser humano através de suas escolhas na hora de desenhar", descreve.

    Durante uma oficina de desenho, as crianças se surpreenderam quando descobriram que podem fazer um desenho do personagem do livro que costumam ler, como foi o caso de Monteiro Lobato. O professor explicou as técnicas para fazer a boneca Emília e o Visconde de Sabugosa.

    Para fazer o Visconde, ele mostrou alguns passos básicos para fazer o molde. Primeiro desenha o corpo, que segundo ele, tem um formato "ovóide", depois coloca a cartola na cabeça do sabugo (veja o vídeo). Para dar uma carinha de milho, o desenhista ensinou como colocar os olhos, o nariz, a boca e algumas saliências para dar a sensação de milho. Por último o desenhista mostrou como fazer os membros, através de figuras geométricas como retângulo e figuras circulares.

    Depois de fazer o molde, a dica é passar uma caneta hidrocor por cima dos traços que vão ser utilizados no desenho e apagar com uma borracha aqueles que não vão servir. Depois, cada um usa sua imaginação e criatividade para colorir a figura.

    Veja o passo-a-passo
    passo para o desenho passo para o desenho passo para o desenho

    *Renata Solano é estudante de Comunicação Social na UFJF

    Conheça nossos planos e serviços

    (32) 2101-2000

    A melhor internet está aqui!

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.