• Assinantes
  • Autenticação
  • Tecnologia

    Velocidade da sua internet Entenda porque a velocidade de sua navegação nem sempre consegue ser a mesma da contratada

    Sílvia Zoche
    Repórter

    Menina está na frente do computador, acessando a internet Assistir a vídeos, fazer download de programas, executar operações em banco de dados remotos, buscar informações diversas, tudo pela internet. Estas são algumas das ações executadas por muitas pessoas, no mundo todo, e que já não sabem como seriam suas vidas sem a internet. O acesso banda larga propicia ao internauta a possibilidade de fazer conexões velozes. Geralmente, garante a velocidade mínima de 256Kbit/s.

    Quem contrata uma determinada velocidade, como a de 256Kbps, quer viajar com tal qualidade, mas, algumas vezes, o internauta esbarra na lentidão e fica frustrado. Como cliente, o internauta quer todos os problemas de lentidão resolvidos pelo provedor. Mas se esquece que existe um conjunto de riscos permanentes fora da abrangência da empresa que oferece o acesso de internet (provedor).

    Os percalços
    Antes de tomar qualquer atitude, é necessário que você mesmo analise coisas simples em seu computador, como verificar se os fios estão bem conectados, pois, quem sabe, algum dia, sem querer, ao passar a vassoura perto dos fios, a faxineira desconecta ou afrouxa algum cabo? Passe um antivírus atualizado e um software antispyware.

    Se seu escritório ou residência possuir computadores em rede, é bom saber se existem vírus atrapalhando sua velocidade. Mesmo que sua máquina não esteja contaminada, a presença de vírus e spyware's em outro computador - aquele(s) em rede com o seu - gera comprometimento no tráfego.

    Saindo de sua casa ou escritório, existe um meio físico antes de chegarmos ao provedor, que usa rede de terceiros, no caso de acesso Cabo, ADSL e discado. Portanto, entre usuário e provedor existe um meio, no qual o provedor não possui nenhuma gerência.

    No caso da rede pública de telefonia, problemas na linha, como ruídos, linhas antigas ou fios descascados podem comprometer o fornecimento. A responsabilidade do link fica nas mãos da operadora de telefonia, que possui atendimento mais burocrático e inacessível do que o de um provedor. No acesso Cabo, a manutenção e a responsabilidade pelo meio físico de conexão depende totalmente da operadora de TV a cabo.

    É claro que o usuário poderá pedir orientação ao provedor para lidar com as empresas que fornecem este serviço. Além disso, o próprio provedor pode entrar em contato para pedir agilidade nos trabalhos de melhoria da conexão.

    Interferência momentânea ou permanente no meio físico do acesso rádio devem ser informadas diretamente ao provedor. A ACESSA.com, por exemplo, vai diretamente ao ponto do problema através de seu suporte técnico.

    Espinha dorsal
    Ilustração feita por Lívia Mattos
representando o backbone, espinha dorsal, que se ligam a braços estrangeiros
- no Brasil, muitos são direcionados aos EUA Um usuário ACESSA.com que deseja navegar fora da página da ACESSA.com, só consegue sair, porque o provedor possui links que dão acesso a estes outros endereços. São os chamados links de backbone ou espinha dorsal, que se ligam a braços estrangeiros - no Brasil, muitos são direcionados aos EUA.

    No Brasil, até alguns anos atrás, somente a Embratel fornecia links de backbone. Com a evolução das tecnologias, as operadoras de telefonia "cresceram os olhos" e resolveram vender este serviço também.

    Como tais operadoras resolveram ser também provedores e passaram a oferecer acesso a internet em massa - com preços quase irreais - gerou-se um grande número de clientes, conseqüentemente, uma enorme sobrecarga de tráfego na rede.

    Resultado: o provedor que contrata ou possui backbones destas operadoras, vai oferecer, em algum momento (ou alguns momentos), uma conexão a internet mais lenta, mesmo que o usuário tenha contratado uma velocidade altíssima. Efeito do estrangulamento da capacidade de transporte de dados.

    Por isso, é importante que o provedor saiba escolher muito bem qual link de backbone contratar. Não adianta nada ter um backbone que "vive" congestionado. E mais: contratar mais de um backbone é essencial. Caso um deles dê problema, há a possibilidade de deslocar o tráfego para a outra espinha dorsal. Claro que o desempenho não será o mesmo, porém os usuários conseguirão navegar em outras páginas, além de enviarem seus e-mails normalmente.

    A neutralidade
    Lembra que falamos que os backbones se ligam a braços estrangeiros e que no Brasil muitos destes links são direcionados para os EUA? Acontece que as gigantes das telecomunicações neste país têm preocupado o mundo. Se até agora a neutralidade e igualdade de acesso é um fator primordial para que todos acessem a internet, as empresas de telecomunicações nos EUA querem mudar este panorama.

    Eles querem aprovar uma lei que permita a cobrança de taxas dos links de backbone contratados pelos provedores e, assim, forneçam acesso rápido a seus usuários. Quem não pagar, terá a velocidade prejudicada. Esta visão das gigantes é contestada em todo o mundo, mas alguns acreditam que isto já aconteça "por baixo dos panos".

    Teste de velocidade

    Os assinantes do provedor ACESSA.com possuem um serviço disponibilizado na página (www.acessa.com/assinante) chamado teste de velocidade. Este teste possibilita a verificação da qualidade da conexão de sua casa, empresa, escritório até o provedor. Para usar este serviço, é muito simples.

    Entre na área de Assinantes , escolha a opção "Teste sua Velocidade", no Menu Meu Acesso. Em seguida, digite seu e-mail e senha. Antes de iniciar o teste, leia atentamente as instruções fornecidas. Se sua velocidade contratada for de 250kbps, a tela de instruções será a seguinte:

    Prezado cliente,

    Sua conta de acesso conosco é uma IPR250 que é uma conta de acesso banda larga e possui a velocidade de 256Kbps.

    Para que o teste de velocidade lhe informe o resultado corretamente é necessário seguir os seguintes passos:

    Feche todos os programas que possam estar consumindo a banda no exato momento do teste, tais como: navegadores web, icq, msn, programas de email(outlook), kazaa, emule, windows update e etc;

    . Caso possua uma rede interna e compartilhe o acesso a internet, verifique se as outras máquinas não estão acessando no momento do teste, pois a velocidade é compartilhada entre as mesmas;

    Se você fizer um teste de velocidade com programa de e-mails aberto, entre os outros fatores especificados nas instruções acima, tenha certeza de que a velocidade total de acesso durante seu teste será comprometida. Outro detalhe importante. Vírus e spyware´s também podem deixar seu acesso prejudicado. Neste caso, a recomendação é escanear a máquina com um antivírus atualizado e um software antispyware antes de realizar um novo teste.

    Seguindo as instruções corretamente, é só clicar em "Iniciar teste" e sua velocidade aparece em poucos segundos na tela.

    É importante destacar que este teste, além de demonstrar qual velocidade escolhida pelo assinante, avalia a velocidade contratada, em tempo real, de acesso na página do ACESSA.com. A velocidade aquém da contratada no acesso de outras páginas que não sejam do portal ACESSA.com, pode significar que tais páginas estão sendo acessadas por muitas pessoas ao mesmo tempo ou que existe algum problema nelas naquele instante.

    Um exemplo típico acontece em época de resultado e inscrição de vestibular da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF). Como muitas pessoas entram no site da universidade, em um mesmo momento, a página fica lenta. Outro exemplo clássico acontece durante o período de declaração de imposto de renda. O site da Receita Federal é tão acessado que as pessoas encontram dificuldade em conseguir abrir a página.

    Para assinantes de acesso discado, ruídos no telefone - que está conectado à Internet - também podem comprometer o acesso. Neste caso, o usuário deve contactar a Telemar para verificação deste problema.

    Ao perceber alguma eventual anormalidade com a velocidade, é aconselhável o usuário fazer seu teste na página do ACESSA.com para verificar sua velocidade real.

    Outro detalhe. O usuário deve ficar atento a qualidade de sua conexão e também a segurança. Sobre este último tema, aguarde o próximo Suporte Online e saiba as novidades.

    Leia mais:

  • Confira outras dúvidas que os usuários possuem quanto aos tipos de acessos

  • Se você é usuário ACESSA.com e tem outras dúvidas sobre este assunto, envie um email para suporte@acessa.com ou entre em contato pelo telefone: 2101-2000, todos os dias, inclusive sábados, domingos e feriados no horário de 8h às 0h.


    O melhor provedor de internet de
    Juiz de Fora

    ACESSA.com

    Banda larga na sua casa a partir de R$29,90

    Conheça nossos planos

    (32) 2101-2000

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.