• Assinantes
  • Autenticação
  • Tecnologia

    A revolução dos celulares Já se foi o tempo em que celular era usado simplesmente para falar... Cada vez mais fashion e modernos, é impossível não cobiçar os novos celulares. Lojas de Juiz de Fora, preparam-se para vender

    Djenane Pimentel
    26/11/2004

    Os telefones celulares sofreram um boom nos últimos anos, reduzindo não só de preço como também de tamanho. Ao lado da tecnologia de ponta e funcionalidade, o design é um dos principais fatores que contam na aquisição de um celular e, por isso, fabricantes de todo o mundo investem pesado nessa área para produzir aparelhos cada vez mais belos e sofisticados.

    Com a proximidade do Natal, as lojas de Juiz de Fora vão apostar nas promoções e variedades. Já é possível olhar as vitrines e ver os aparelhos à mostra com preços acessíveis e, o que é melhor, cheios de recursos.

    Há algum tempo, os celulares já possuem a capacidade de se conectar à internet, para descarregar e-mails e enviá-los do próprio aparelho (ainda que seja desconfortável escrever pelo celular). Também, através desta conexão, podemos ver as últimas notícias do mundo e obter informações de nosso interesse.

    foto de um celular Além da internet, hoje, os celulares dispõem de uma variedade enorme de funções, começando pelas básicas, como agenda e lista telefônica, até as mais poderosas, como a execução de jogos, câmera imbutida (para fotos e vídeo), reprodução de arquivos de som em formato MP3 e Bluetooth - tecnologia que permite dispensar o celular por uma distância de até 10m, usando um simples fone de ouvido, sem fio.

    Nas ruas, restaurantes, dentro do ônibus, ou qualquer outro lugar, é comum ouvirmos esses aparelhinhos tocando em conjunto marchinhas carnavalescas, trilhas românticas, rock pauleira, bossa nova, sinos, música caipira... Socorro! O avanço da tecnologia é maravilhoso, mas às vezes também é de enlouquecer.

    E, mesmo com tantas novidades no celular, ainda assim a maioria das pessoas utiliza apenas a função para a qual ele feito inicialmente: falar ao telefone.

    O pioneiro

    Lembra dos primeiros aparelhos celulares a serem lançados no Brasil? Eram tão grandes que pareciam um tijolo. Aliás, poderiam ser usados para acertar um ladrão, em caso de uma tentativa de assalto. Além de feios, ficavam piores quando as pessoas (aqueles mais exibidos) usavam o acessório pendurado na cintura...

    foto de um celular antigo Com o aumento do número de operadoras, o preço diminuiu, o celular também, e a "inclusão digital" aconteceu: agora, todo mundo possui um aparelhinho destes. E, quem ainda não tem um, sente na pele como é ruim ficar sem poder ligar para as pessoas a qualquer hora, bem como receber ligações sem precisar estar em casa para isso.

    Segundo dados da Anatel, nestes últimos dez meses, foram habilitados no Brasil quase 13,3 milhões de celulares, um crescimento de 28,6% em relação a 2003. Em outubro de 2004, o País superou os 59 milhões de acessos nesta operação.

    Ao comprar um telefone celular, leve em consideração:
    • Autonomia: Fundamental em todo telefone celular, já que deve ser capaz de se manter ligado pelo tempo que estiver fora de casa. Geralmente, os modelos mais modernos têm uma maior autonomia e o tempo de recarregamento de sua bateria também é mais reduzido.
    • Utilidade: Certamente, se for utilizar o celular só para fazer chamadas, deve-se descartar todos aqueles celulares com múltiplas funções e novidades, mesmo porque são muito mais caros e, em geral, possuem menor autonomia.
    • Serviço: é indispensável levar em consideração quais fornecedores de serviço telefônico estão disponíveis em nossa região, já que deles depende o aproveitamento que iremos dar as funções do celular.

    O melhor provedor de internet de
    Juiz de Fora

    ACESSA.com

    Banda larga na sua casa a partir de R$29,90

    Conheça nossos planos

    (32) 2101-2000

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.