Wireless - internet sem fio ACESSA.com promove curso sobre internet sem fio e reúne empresas de várias partes do país em Juiz de Fora

Renato Costa
Colaboração*
27/11/2006

Ouça o áudio com o engenheiro de telecomunicações Wardner Maia, explicando o funcionamento das redes wireless, clique no ícone ao lado


Ouça


A necessidade de adequação às novas tecnologias é uma constante na área de transmissão de informações. Foi pensando nisso que a ACESSA.com trouxe para Juiz de Fora um curso inédito sobre a tecnologia wireless (internet sem fio), realizado no último sábado, dia 25 de novembro.

Wardner Maia, 
engenheiro de telecomunicações Foi a primeira vez que o curso, ministrado pelo diretor técnico da Wlan Brasil, Wardner Maia (foto), foi oferecido fora de uma capital. "Inicialmente, pensava que não teríamos a mesma demanda de pessoas que temos nas capitais, mas o resultado foi surpreendente, com a participação de profissionais vindos de várias partes do país", comenta.

O curso em Juiz de Fora teve o objetivo de preparar as empresas, que trabalham com transmissão de dados - como provedores de acesso à internet - para a implantação e operação de redes wireless, já que, segundo Maia, com a crescente demanda nesse setor, os técnicos devem se atualizar com relação aos métodos de implantação da tecnologia.

O engenheiro destaca que outro assunto relevante nas redes Wireless é a segurança. "Inicialmente, a rede sem fio é mais vulnerável que a rede física, mas existem maneiras de oferecer proteção ao usuário de forma que ele tenha sigilo no tráfego de informações", ressalta.

imagens do curso imagens do curso imagens do curso

O programa do curso, promovido pela ACESSA.com, abordou as redes Wi-fi e Wi-Max, sendo que a segunda tem um desempenho melhor. "Além da qualidade de transmissão ser melhor, o Wi-Max dá prioridade a transmissão de voz na conexão, não permitindo flutuações enquanto se transmite", explica Maia.

A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) deve realizar, em breve, o leilão de radiofreqüências nas faixas de 3,5Ghz, que são utilizadas pelo WI-Max. E, a ACESSA.com é uma das empresas interessadas em obter permissão para poder utilizar a freqüência e oferecer acesso móvel e com alta taxa de transmissão aos seus usuários.

*Renato Costa é estudante do 10º período de Jornalismo da UFJF

Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.