• Assinantes
  • Autenticação
  • Combata a dengue! Anote dicas práticas e eficazes de combate
    ao mosquito da dengue

    Renata Cristina
    Repórter
    18/05/2007
    Matérias relacionadas:

    Recolher vasos de plantas, pneus e qualquer recipiente que acumule água. Esse é o discurso que toda dona de casa sabe "decor" quando o assunto é dengue.

    Embora todo mundo tenha a lição na ponta da língua, o mosquito continua aterrorizando os lares juizforanos, com febre alta, dor de cabeça e vermelhidão no corpo. Com o dia-a-dia corrido, muita gente deixa de lado alguns detalhes que podem ajudar neste combate.

    É por isso que reunimos dicas práticas e eficazes para que você diga "xô à dengue!". Dentro de casa, quem adora plantas, deve optar por vasos com terra e evitar espécies que acumulem água, como babosa, espada-de-São-Jorge, bambus, bananeiras e bromélias.

    Se você não quer abrir mão das plantas aquáticas, troque a água semanalmente e limpe o vaso com freqüência, passando bucha e sabão. No pratinho embaixo do vaso, coloque um pouco de areia. Uma outra orientação eficaz é colocar borra de café nestes recipientes. De acordo com um estudo da Universidade Estadual de São Paulo, a borra de café combate com eficiência o Aedes aegypti, mosquito transmissor da dengue.

    Muita atenção também com a água dos animais. O ideal é trocá-la todos os dias e lavar os potes sempre. Os aquários devem ficar tampados e de preferência com muitos peixinhos, para movimentar a água. Nada de aquário sem peixe!

    Invenção pró-verde

    invencao roberto de lima O restaurador Roberto Luiz de Lima usou a criatividade a favor do verde e inventou uma forma de facilitar a vida das donas-de-casa. Roberto criou pratos e vasos de plantas que não permitem a desova do mosquito da dengue (foto ao lado). A idéia levou mais de sete anos para ser patenteada e obteve registro em 1998, no entanto, até hoje Roberto não consegue financiamento para produzir em alta escala.

    "Quando contacto indústrias de vasos de plástico, elas dizem que o problema da dengue é do governo municipal, estadual e federal", declara Lima. Mesmo enfrentando dificuldades, o restaurador está fazendo uma matriz para o novo sistema que usa uma injeção de plástico reciclado para construir prato médio. "Com cerca de mês este novo prato já estará sendo comercializado", comemora.

    Dicas práticas

    Além das idéias para recipientes dentro de casa, você também não deve se esquecer da caixa d'água, calhas, lajes e piscinas. Quando for fazer uma limpeza nestes locais, sempre use a bucha ou uma escova, para que os ovos se soltem. Outra boa dica é deixar esse locais sempre cobertos.

    É indicado jogar quinzenalmente desinfetante nos ralos externos e internos das edificações pouco utilizados. No caso de lagoas que não podem ser drenadas, a alternativa é contar com a ajuda dos peixes barrigudinhos, que movimentam a água e comem os ovos do mosquito.

    • Fazer controle químico: existem larvicidas seguros e fáceis de usar, podem ser colocados nos recipientes de água para matar as larvas em desenvolvimento - este método para controle doméstico da dengue em cidades grandes tem sido usado com sucesso por várias secretarias municipais de saúde e é realizado pelos agentes de controle da dengue.
    • Tampar os grandes depósitos de água: a boa vedação de tampas em recipientes como caixas d'água, tanques, tinas, poços e fossas impedirão que os mosquitos depositem seus ovos. Esses locais, se não forem bem vedados, permitirão a fácil entrada e saída de mosquitos.
    • Remover o lixo: o acúmulo de lixo e de detritos em volta das casas pode servir como excelente meio de coleta de água de chuva. Portanto, as pessoas devem evitar tal ocorrência e solicitar sua remoção pelo serviço de limpeza pública - ou enterrá-los no chão ou queimá-los, onde isto for permitido.
    • Limpar os recipientes de água: não basta apenas trocar a água do vaso de planta ou usar um produto para esterilizar a água, como a água sanitária. É preciso lavar as laterais e as bordas do recipiente com bucha, pois nesses locais os ovos eclodem e se transformam em larvas.

    Fonte: Ministério da Saúde

    Conheça nossos planos e serviços

    (32) 2101-2000

    A melhor internet está aqui!

    Conteúdo Recomendado

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720