Remoção de tatuagem Laser de pulso ultra-curto é o indicado para quem decide eliminar a tattoo

Sílvia Zoche
Repórter
27/09/06

A tatuadora Juliana Teixeira orienta seus clientes antes de tomarem a decisão de fazer uma tattoo. Clique no ícone ao lado e assista


Juliana Teixeira faz tatuagem de estrelas no braço de cliente Certo dia, você resolve colocar em prática uma vontade que já cultivava há algum tempo: fazer uma tatuagem definitiva. Ao chegar no tatuador, já sabe o desenho que quer, em qual local do corpo deseja e até possui um conceito daquela figura para sua vida. "Tattoo é um processo muito pessoal e a pessoa deve estar segura, porque é uma coisa que vai fazer parte de você. Não dá pra enjoar", observa a tatuadora Juliana Teixeira.

Os modismos são perigosos e podem causar arrependimento, mais cedo ou mais tarde. "Isso é completo. Dá pra perceber quando a pessoa não tem certeza do que quer, porque ela já chega perguntando onde ficaria melhor fazer tal desenho ou que desenho fazer em determinado lugar...", diz Juliana.

Quando algum cliente pede para a tatuadora tatuar o nome de namorado(a), ela conversa com a pessoa e pede para repensar no assunto. "Eu costumo dizer que não existe ex-filho. Tatuar nome de filho é uma coisa, mas de um namorado é mais complicado". Ela exemplifica com um caso bem típico.

Juliana Teixeira em entrevista para ACESSA.com Uma conhecida de Juliana foi com o namorado em outro tatuador e gravaram o nome um do outro na nuca. Até que um dia o relacionamento acabou. "A tatuagem é pequena, mas o cabelo dela é curto", diz Juliana (foto ao lado). Agora, a menina anda com uma espécie de curativo no pescoço para esconder o nome do ex.

"Ela quer cobrir o nome tatuado, mas quer que fique do mesmo tamanho. Não dá. Tem que aumentar pra ficar perfeito. Ou ela vai ter que remover com laser". Neste caso, em uma clínica médica especializada.

Juliana também orienta os mais jovens. "Não sou a favor de tatuar antes dos 18 anos. Um desenho que você escolheria nessa idade, provavelmente não faria quando estiver mais velho". Ela conta o caso de um menino, com 18 anos, que queria fazer uma tatuagem no braço todo.

"Eu perguntei se era isso mesmo que ele queria, aconselhei fazer na parte de cima do braço, onde ele poderia esconder com uma manga curta de camisa. Perguntei se ele sabia como seria a carreira profissional e falei pra ele repensar. Ele ficou pensativo. Aos 18 anos, sua cabeça está se abrindo para o mundo e há um leque de possibilidades", argumenta Juliana.

Remoção

A decisão de remover uma tatuagem também pode ser ocasionada pela vontade de entrar nas Forças Armadas, na Polícia Militar, por não gostar mais do desenho, pela tatuagem ter borrado com o tempo... Os motivos são variados. No caso de Vanda Cruz, ela preferiu substituir a borboleta que tinha no tornozelo. Veja a foto abaixo:

Foto da tatuagem de Vanda Cruz feita por outro tatuador, toda borrada Antes
Foto da tatuagem de Vanda Cruz feita pela Juliana Teixeira, por cima da antiga que estava borrada Depois

A dermatologista Cristina Mansur explica que a tatuagem fica borrada, quando é feita na derme superficial. "Além de borrar, com o tempo ela sai mais facilmente, porque a pele absorve os pigmentos".

A experiência do tatuador também conta, porque a máquina possui uma regulagem específica de velocidade para cada parte do corpo. "Se o tatuador apertar a máquina demais, a tinta também vai espalhar", afirma Juliana. Tatuagens mais antigas costumam ser borradas, segundo a tatuadora, porque a técnica utilizada também era antiga. "A evolução das técnicas de tatuagem é progressiva".

Juliana Teixeira em entrevista para ACESSA.com Quem está decidido a eliminar definitivamente a imagem do corpo, terá que procurar uma clínica que use laser de duração de pulso ultra-curto. "São lasers muito caros. Se não usar o ultra-curto, pode deixar cicatriz. Os tipos usados são os de rubi, alexandrita e ND: yag de pulso ultra-curto", diz a dermatologista. O laser explode o corante em milhares de partículas. "Por serem muito pequenas, o organismo consegue absover e eliminar os pigmentos". Cristina Mansur ainda lembra que as cores amarela, vermelha e verde precisam de um laser especial.

Luísa Scafutto tem vontade de refazer uma tatuagem que tem no abdômen. "Quero diminiur", diz. Neste caso, a tatuadora aconselha que ela faça a remoção a laser, "se tiver condições financeiras", e depois de cicatrizada a pele, faça uma nova tatuagem.

A aplicação, a quantidade de sessões vai depender de diversos fatores, como a profundidade que a tatuagem atingiu a pele (derme superficial ou derme profunda) e o tom de pele. "O laser correto e bem aplicado não costuma deixar marcas. Isso acontece se a pessoa tiver tendência a desenvolver quelóide".

Juliana Teixeira tatuando Após a remoção, a indicação é evitar sol por um mês e passar pomadas de corticóides e antibiótica. Antes de fazer uma tatuagem, observe se não possui tendência a formar cicatrizes queloideanas e se não possui alergia a tintas. "Pode dar dermatite alérgica. Algumas pessoas têm alergia até mesmo a tatuagem de henna", comenta a médica (clique aqui e saiba mais sobre o estudo alergias causadas por tatuagens de henna). Como a tatuadora Juliana diz, é preciso estar totalmente decidido a fazer uma tatuagem e não agir por impulso.

Se estiver decidido a tatuar, a dica de Juliana é fazê-la durante o inverno, porque não se deve tomar sol, entrar na água salgada durante 15 dias. Isso sem contar que durante cinco dias, é preciso que a tatuagem fique envolvida em um filme plástico.

Procurar um bom profissional é essencial para um bom resultado. Juliana faz tatuagem fixa há dois anos, mas começou há seis anos com a de henna. "Já vi o trabalho de muitos tatuadores. Você aprende muito vendo os outros fazendo". A prática com desenho desde pequena - hoje, ela tem 27 anos - ajudou Juliana nos traços da tatuagem, acredita a tatuadora. "Já fiz de tudo em desenho. Tela, cerâmica, grafite... Muita coisa mesmo. E a leveza para pintar ajuda na hora de tatuar", revela.


Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.