Maternidade aos quarenta
Mulheres contam a experiência de ser mãe "mais tarde"

Débora Sereno
19/04/04

A especialista em Reprodução Humana, Fernanda Polisseni, fala dos riscos e cuidados da gravidez tardia.

Ouça! Leia

Joana e a filha Maria Elisa Essas mulheres foram surpreendidas pela maternidade depois dos quarenta anos de idade. Passaram por uma gestação considerada de risco mas, felizmente, não tiveram nenhum problema. Tiveram seus filhos que hoje são motivo de orgulho. E garantem: a experiência mudou suas vidas para sempre, e para melhor.

Mãe de duas meninas, Joana Judith Paes Pereira (foto ao lado) descobriu que estava grávida da terceira filha aos 40 anos. "Quando eu dizia que estava grávida, as pessoas me chamavam de louca. A reação comum era de susto".

Ela conta que depois de ter a segunda filha, aos 30, pensou em fazer a cirurgia de ligadura de trompas, mas acabou adiando o procedimento por dez anos.

Natália e seus pais Quando se preparava para realizar a cirurgia, os exames pré-operatórios trouxeram a notícia. "Minha médica ficou de ligar para marcarmos a cirurgia, mas ligou com a notícia de que eu estava grávida".

Marisa Lott da Costa também recebeu a notícia da gravidez com surpresa. "Deixamos a natureza agir, não evitamos nem corremos atrás", conta o marido Severino José da Costa Neto. Dois meses depois de casada, aos quarenta anos, Marisa descobriu que estava esperando a filha Natália Lott, hoje com 23 anos de idade.

Fenômeno moderno
Apesar da sensação de estarem na contra-mão, Joana e Marisa fazem parte de uma tendência cada vez mais atual. A revolução sexual, o descobrimento da pílula, a conquista do mercado de trabalho. Uma série de fatores vêm fazendo com que muitas mulheres adiem a maternidade para depois dos 35 e até 40 anos.

Se para as duas a maternidade foi uma surpresa, em muitos casos ela é uma escolha consciente. Muitas mulheres optam por dar prioridade à carreira profissional, outras acham que não estão preparadas para ser mãe. Algumas passam anos em busca do companheiro ideal.

O fato é que a mulher moderna assume tantos papéis na sociedade, que não o da esposa dona de casa, que muitas vezes o papel de mãe fica relegado a segundo plano.

Encontro de gerações
Joana e a filha Maria Elisa Na hora de contabilizar vantagens e desvantagens, a experiência de vida só traz ganhos, segundo essas mães. "As preocupações de mãe são as mesma, mas a maturidade me faz lidar muito melhor com elas". Joana garante que hoje por exemplo, perder uma noite de sono já não significa nada.

Além de estar curtindo muito ter uma criança em casa novamente, Joana garante que sua vida mudou para melhor. "A gravidez me rejuvenesceu, estou muito melhor agora do que antes. É como se minha filha tivesse trago mais vida para nossa casa". Apesar da dupla jornada que envolve trabalhar e cuidar da filha, agora com dois anos, Joana encontrou tempo para retomar aulas de inglês.

Outra vantagem em muitos casos e a estabilidade emocional e até financeira. Marisa, que não tinha se quer planos de se casar, terminou uma carreira de sucesso para cuidar da filha. Queria acompanhar o crescimento da filha e a estabilidade financeira do casal permitia essa escolha. Ela garante que não se arrepende. A experiência de ser mãe é maior do que qualquer coisa. E concorda: "a experiência de vida só ajudou".

Como nem tudo são flores, a diferença de idade entre mãe e filho traz também algumas considerações. "Minha maior preocupação é se vou conseguir evoluir com a minha filha e acompanhar as idéias", preocupa-se Joana.

Foto:Tathiana Campolina Criada com costume mais rígidos, Marisa avisa que o conflito existe. "Tinha que chegar em casa 10 e meia, isso porque estudava, e a Natália só sai de casa onze horas ou meia-noite". Mas nada que não posssa ser resolvido com uma boa conversa.

Além disso, a filha aponta também uma vantagem nesses "conflitos". O convívio com jovens acaba trazendo vitalidade para os pais. Natália garante que seus pais estão muito mais atualizados e integrados com o mundo à sua volta, do que as outras pessoas da sua idade.

Leia Mais

  • A medicina a favor das mães depois dos 40
  • Leia sobre as técnicas de reprodução assistidas

    Conteúdo Recomendado

  • Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.