Raquel Marcato Raquel Marcato 19/08/2015

Por uma mãe mais dona de si

Hoje, encontrei com uma amiga Mãe que me relatava o seu cansaço, muito disfarçadamente. Mas, não era por fazer, fazer e mais fazer coisas, mas, principalmente, por deixar, deixar, e mais deixar de fazer coisas para si mesma. Enfim, de viver mais para o outro que para si.

Vi tanta elegância em seu desabafo "contido"...Inclusive naquele momento, ela estava falando pensando no que uma "Boa" mãe diria e NÃO em ser verdadeira consigo mesma.

Há muitos conflitos dentro do Ser Mãe. Porém, creio que o mais preocupante e que desencadeia tantos outros, é o ato de MENTIR para si mesma. Quando mentimos entramos em uma luta interna fadada a julgamentos severos. É uma luta "contra" o que está dizendo o coração, o nosso santuário da nossa essência. Essa atitude nos leva a rejeitar a nossa verdade pelo simples medo de não estar sendo uma "Boa" mãe.

Publicidade

Seguramente, ser uma "Boa" mãe não é viver, exclusivamente, para um filho. Isso é ser tão cruel com um ser humano. Somos apenas Mães. Mães e filhos têm missões diferentes, caminhos próprios, buscas paralelas. Viver para uma outra pessoa é se anular por completo, é enviar uma mensagem para o inconsciente "não sou importante para mim mesma".

Como que a maternidade poderia ter o propósito de "aprisionar" um ser humano?

Fomos contempladas por um milagre divino e é nos dando pouco valor que retribuímos?

Que "medida" é essa para se encaixar no papel da "Boa" mãe?

A maternidade vem para nos ensinar como é fundamental respeitar a individualidade de cada filho e de cada mãe. Isso significa libertar o outro em prol de uma liberdade entre todos.

Essa sim é a maternidade saudável que dá frutos conscientes.

Uma mãe tem que viver por ela e construir com os filhos esta educação.

Eles não merecem carregar o peso de uma vida nas costas.

Vamos nos libertar dos esteriótipos, das mentiras internas, da pouca coragem em busca de uma liberdade que nos pertence.

Ser uma Boa Mãe é se amar em primeiro lugar.

Se dê tempo,
Se dê atenção,
Se dê acolhimento,
Se dê diversão!


Raquel Marcato, mãe da Marta de 4 anos, blogueira do portal mamaesavessas.com, escritora, questionadora por essência, ativista pelo autoconhecimento e mestre em Literatura Comparada pela Universidade Autônoma de Barcelona.

Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.