• Assinantes
  • Autenticação
  • Mulher
    Jussara Hadadd Jussara Hadadd 12/6/2012

    Quando a pior rival é ELE

    Homem"Eu quero um homem romântico, sensível e de alma feminina. Que precise de mim e do meu amor. Que me deixe cuidar dele. Que cuide de mim, que me entenda." Cuidado! Pense antes de esfregar a lâmpada.

    As palavras têm poder e o universo pode te mandar algo bem próximo de uma mulherzinha, das mais dengosas e mimadas, na pele de um bebê dengoso e mal criado, produto mal acabado e fruto de uma criação deficiente, capaz de tirar de você toda a sua alegria de viver. Toda a sua vontade de acertar, todas as chances... Esta é uma armadilha clássica, na qual mulheres desesperadas por um amor caem e, depois, para se levantar, é muito complicado. A gente tenta ajudar.

    O lobo em manto de cordeiro vem dizendo que nunca foi feliz, que jamais encontrou alguém tão boa quanto você e que tem certeza que agora será para sempre. E você, a super carente moderna, encarnada em mulher forte e poderosa, se agarra a este engodo não enxerga nada a sua frente e acredita piamente que poderá acabar uma obra que nem é sua.

    Nem mãe você é ainda. Não passou pela experiência de criar e encaminhar seus filhos, não viu resultados em um produto seu, virgem, original e desafiador para sua maternidade, e se acha capaz de formatar um filho deformado por outra?

    Por que muitas de nós cometemos este erro? Não cuidamos de nós, não sabemos quem somos de verdade e temos a pretensão de pensar que podemos consertar o outro. Um conselho em hora oportuna: Não crie seu menino para que você seja a mulher mais importante da vida dele. Que pecado! Ele pode não encontrar meios de soltar dessa teia.

    Este outro, muitas vezes, é um maluco, covarde, desonesto, mau caráter, fraco, preguiçoso e negligente. Com um DNA de quinta categoria e tudo mais que dá a ele o grande talento de fazer com que você acredite ser ele um coitadinho e só você, somente você e o seu amor e tudo que você tem de bom para dar, poderá fazê-lo feliz.

    E este coitadinho, em pouco tempo, vai se revelar a pior pessoa que você já conheceu na vida. Se sua carência ultrapassar o nível da sua inteligência, minha amiga, tenho uma péssima notícia. Se prepare para viver os dias mais amargos de sua existência. As migalhas de amor falso e interesseiro que te foram ofertadas no início desse jogo, em pouco tempo, lhe serão cobradas, e de maneira ferrenha.

    Se você não foi inteligente no início, entregou seu coração e agora acordou enxergando que a espécie que entrou na sua vida não vale nada e, se tem dúvida em sair dessa situação por uma questão de valores ou de sentimentos - coisa das mulheres mesmo, cuidado. Ele vai se transformar na pior de suas rivais e vai usar todas as armas que a mais ardilosa de todas as mulheres jamais ousou usar para provar que você é o problema e justificar todas as maldades que vai colocar em prática com você.

    No final das contas, você passará do posto da salvadora para o de pior inimiga dele. E será mesmo, uma vez que conhece todos os seus defeitos, os defeitos que ele não pode e não quer acreditar que tem. Isso dá um trabalhão! Pessoas assim não tem memória para nada que esteja além dos seus interesses imediatos. O egoísmo e o egocentrismo sempre falam mais alto e, se você é do tipo que espera alguma gratidão, desista. Ele nunca se lembrará de nada de bom que você tenha feito por ele.

    O passo a passo dos acontecimentos

    Vocês se apaixonam. Que maravilha!

    Os probleminhas de cada um começam aparecer. Os dele mais. Coitadinho, tão bom.

    Ele já teve alguns relacionamentos sérios com mulheres que não o mereciam. Pobrezinho.

    Ele diz que vai cuidar de você para sempre. Meu herói! Me salvou da solidão.

    Você conhece a família dele e todos dizem: Obrigada por fazê-lo feliz. Você se orgulha disso.

    Ele reclama de tudo, que nada dá certo na vida dele e te pede ajuda. Dá pra correr nessa hora.

    Você acredita que ele precisa mesmo dessa ajuda e cai na cilada. Acabou!

    Em pouco tempo, ele está te chamando de chata intrometida e cobradora.

    Você se esmera em mostrar que não é. Usa toda sua força, luz e oração. Não depende de você.

    Ao mesmo tempo, você fica insegura e ciumenta. Ele, maldosamente, te incita. Coisa de mulher.

    Sua vida pessoal e profissional fica para trás. Que pouca inteligência.

    Já que não consegue fazer dele um ser melhor, um ser inteiro e íntegro você o ajuda a ter tudo o que ele nunca teve na vida... Dignidade, respeito, dinheiro.

    Ele, em sua loucura, vive da ilusão que conseguiu tudo sozinho e te acusa de usar o que é dele.

    Ele começa a te maltratar, te desprezar, te tirar o carinho, a atenção, o sexo e o seu dinheiro.

    Na mais profunda solidão, você começa procurar onde errou e se culpa por tudo.

    Ele percebe sua ingenuidade e tripudia sobre o seu sofrimento. Você é um demônio!

    Você, finalmente, descobre quem ele é e desiste. Não tem coragem de sair, tem pena dele ou está refém de algum ponto da relação. Status, filhos, dinheiro, confusão sentimental.

    Ele te odeia ao ver que desistiu e diz que vai mudar, não vai te perder. Você cai novamente.

    Você tenta ser mais calma, mais bela, mais paciente, mais desesperada, mais gostosa e ele, com a frieza própria de um psicopata, te reduz a um abajur dentro de casa.

    Ele vai te trair incessantemente para buscar em outras o que você percebeu que não vale mais a pena ser para ele e ainda vai te responsabilizar por isso. Vai usar, com as salvadoras de maridos infelizes de plantão, o mesmo truque que usou para te conquistar e vai fazer de tudo para parecer feliz, para que você saiba e sofra. Covardemente.

    Ele vai amar cada uma delas e todas serão sempre melhores que você. Ele não existe sozinho.

    E, quando encontrar outra que pareça não se interessar pelos defeitos dele – coitada (dela), ele vai te deixar, covardemente. Ou na pior das hipóteses, meu Deus, ele vai viver este paralelismo, por pensar que você merece este castigo. Covardemente.

    Você pode

    • Revidar – Bobagem
    • Definhar – Burrice
    • Dar a volta por cima e se tornar a melhor pessoa que puder ser para você – Inteligência

    O homem egoísta, covarde, mimado, dengoso, filhinho de mamãe, mal criado, mal educado e tudo o que já falei no início da nossa conversa – aquele de alma feminina – vai competir com você. Não vai se tratar por ter quem o apoie. E nunca vai te admirar, não vai te valorizar. Isso costuma acontecer entre as mulheres, infelizmente. Se você for uma mulher forte, vai se vingar de você. Como acontece entre algumas mulheres, infelizmente.

    O homem inteligente, independente, autossuficiente e com um bom corte do cordão umbilical – aquele que consegue estar sempre em pé, ao contrário, será capaz de admirar a sua força. E em sua humildade e bondade, somar com você. Ele dará a você até mesmo o direito de ser uma simples mulherzinha, às vezes. Ele terá um sorriso inteligente para ela, a sua mulherzinha. E isso, às vezes, é tão bom.

    Que beleza não ter agradar a um doido o tempo todo, não é?

    Tem receita? Não tem, infelizmente. Talvez uns tombos, talvez olhos e ouvidos mais atentos para as nuances de coisas mais graves do tipo, falta de caráter. Corra, se possível. Mas a química do amor, além de cegar, produz uma bomba onde só se salvará quem se mantiver o mais longe possível do detonador.

    Coragem e boa sorte. E lembre-se, não se culpe, não depende só de você.

    "Enquanto não atravessarmos a dor de nossa própria solidão, continuaremos a nos buscar em outras metades. Para viver a dois, antes, é necessário ser um..." - Fernando Pessoa.



    Jussara Hadadd é filósofa e terapeuta sexual feminina
    Saiba mais clicando aqui.

    Os autores dos artigos assumem inteira responsabilidade pelo conteúdo dos textos de sua autoria. A opinião dos autores não necessariamente expressa a linha editorial e a visão do Portal ACESSA.com

    Conheça nossos planos e serviços

    (32) 2101-2000

    A melhor internet está aqui!

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.