Quarta-feira, dia 28 de novembro de 2007, atualizada às 15h48

Juiz de Fora tem 75 casos de notas falsificadas em 2007


Thiago Werneck
Repórter

A Polícia Federal de Juiz de Fora já abriu 75 inquéritos para apurar o aparecimento de notas falsas na cidade desde o início de 2007, até nessa quarta-feira, dia 28 de novembro. O número é menor que o de 2006, quando 300 casos foram registrados. Desse total, 70% das fraudes aconteceram com notas de R$ 50.

A queda no número de casos de falsificação não surpreende o chefe da Polícia Federal em Juiz de Fora, delegado Cláudio Nogueira. "Se alguém faz muitas notas falsas e as espalha pelo mercado, com certeza mais inquéritos serão abertos. Não existe um sazonalidade para isto, nem motivos para comparar uma ano com o outro", explica.

As notas de R$ 50 são as mais visadas por terem maior circulação no mercado. "Com nota de R$ 100 todos ficam desconfiados, porque ela aparece pouco. A atenção deve ser maior para as notas de R$ 50, depois a de R$ 10. A de R$ 20 é mais sofisticada e difícil de ser fraudada", conta o delegado.

O mais importante nessas situações é ficar atento com as situações de segurança de cada nota. Cláudio ressalta as principais características. "Tem a marca d'água a esquerda da cédula, onde contra luz você vê uma imagem, o fio de segurança e ao lado do número de cada nota tem as iniciais do Banco Central com letras muito pequenas escritas".

Sentir o papel em que está a nota, reparar na cor e em outros detalhes também é importante. Quem está com uma nota falsa acaba ficando no prejuízo. Passá-la para frente para evitar perdas também é crime.

No caso da cédula ser sacada no caixa eletrônico de algum banco, o recomendado é tirar extrato do saque e levar até a gerência da agência mais próxima. Se ela estiver fechada por causa do horário, deve ser feito denúncia na polícia. Em 2007, nenhum caso como esse foi registrado pela Polícia Federal.

Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.