Quarta-feira, dia 23 de janeiro de 2008, atualizada às 18h36

Segurado que recebe auxílio-doença do INSS deve fazer perícia até fevereiro


Priscila Magalhães
Repórter

Mais de 1.600 trabalhadores que recebem o auxílio-doença há dois anos, em Minas, estão sendo convocados pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) para realizar perícia médica. O Instituto enviou cartas para os convocados deste lote, que devem ligar para o telefone 135 e agendar horário. O prazo acaba em fevereiro e, segundo o médico perito do INSS em Juiz de Fora, Paulo Porto, quem não fizer vai ter o benefício cancelado.

"Até agosto de 2005, o INSS só concedia licenças de pouco tempo, mesmo sabendo que o trabalhador demoraria mais tempo para se recuperar. Então, a partir dessa data foi criada a revisão em dois anos, para doenças mais graves. Dessa forma, o trabalhador recebe o auxílio e, no final deste prazo retorna para ser reavaliado", explica o médico.

Para fazer a perícia, o trabalhador deve levar seus subsídios, como exames realizados neste período, e um relatório do médico que o acompanha falando sobre a evolução do caso. Paulo lembra que não é necessário levar um atestado médico dizendo que o trabalhador ainda não tem condições de voltar ao trabalho. "Quem vai dizer se ele ainda precisa se recuperar, se vai ser encaminhado a outro tratamento ou se deve voltar ao trabalho é a perícia".

Para marcar a perícia pelo 135, o trabalhador precisa fornecer o número do benefício e a data de nascimento. A marcação também pode ser feita pelo site da Previdência.

Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.