Terça-feira, dia 12 de fevereiro de 2008, atualizada às 17h

Adiamento da resolução do Contran não altera vendas de capacetes nas lojas de Juiz de Fora


Marinella Souza
*Colaboração

Apesar do adiamento do prazo para a adequação dos capacetes as normas do Conselho Nacional de Trânsito (Contran) para o dia 31 de maio, as vendas dos acessórios previstos pela determinação não apresentam grandes movimentações em Juiz de Fora.

Proprietário de uma loja de capacetes da cidade, Alberto Medeiros, comenta que o boom de vendas aconteceu mesmo na virada do ano, quando o prazo para a adequação era o dia 1º de janeiro.

"Como a fiscalização naquela época estava intensa os motociclistas correram para evitar as multas, agora as vendas estão normalizadas". Segundo Alberto, os capacetes já saem de fábrica com o adesivo reflexivo. Os capacetes sempre tiveram o selo do INMETRO, mas a maioria das pessoas retirava por uma questão de estética.

"As pessoas tiravam o selo porque achavam feio ou mesmo para poder decorar o capacete, isso inutilizava a certificação do equipamento. Agora, terão que adaptar a decoração às novas normas", avalia o proprietário.

Alberto acredita que o mercado já está adaptado às determinações do Contran e, por isso, não tem expectativas de vendas fora do normal até o dia 1º de junho, data em que está previsto o início da fiscalização.

Obrigatoriedade da certificação do Inmetro é adiada

As exigências do Contram vigoravam desde 1º de janeiro de 2008, com a fiscalização intensa, os proprietários de motocicletas tinham que adequar seus acessórios às normas e isso encareceu o produto.

Pensando em facilitar a vida do motociclista, o Inmetro interveio junto ao Contran em favor da prorrogação do prazo para que as novas normas entrassem em vigor. Até o dia 1º de junho, os motociclistas têm que estar com o certificado do Inmetro em dia e os adesivos refletidos para circular pelas ruas.

O não cumprimento da resolução será interpretado como infração grave a ser punida com multa no valor de R$ 127,69 e mais cinco pontos na carteira de motorista, além da retenção do veículo.

Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.