Sexta-feira, dia 02 de maio de 2008, atualizada às 18h30

Pesquisa revela que a maioria dos juizforanos não vai pagar muito pelo presente do Dia das Mães



Priscila Magalhães
Repórter

Uma pesquisa divulgada pelo Sindicomércio nesta sexta-feira, 02 de maio, mostra como alguns juizforanos estão pretendendo presentear suas mães nesse dia 11 de maio.

A pesquisa mostra que o comércio se beneficia com as datas comemorativas, já que 66,58% dos 380 entrevistados disseram comprar presentes influenciados pelo apelo emocional das datas. Segundo o presidente do sindicato, Emerson Beloti, o Dia das Mães é a segunda data mais importante para o comércio. "Só perde para o Natal".

A maioria dos entrevistados, que corresponde a 57,63%, respondeu que vai pagar o presente a vista e 28,16% disse que pretende gastar entre R$ 30 e R$ 50. Para este resultado, o pagamento do salário, poucos dias antes à data, pode estar influenciando. "Além disso, como o valor dos presentes não deve ser alto, não há a necessidade de dividir", comenta Beloti.

A pesquisa também mostra que os filhos estão procurando presentes mais pessoais, para presentear a mãe e não a casa dela. Isso é percebido na lista de intenções de compra. As roupas ocupa o primeiro lugar, com 30,26%. "O setor de vestuário é muito interessante, porque abre um leque de opções. As roupas agradam às mulheres e este setor é vitorioso nessa época".

Este fator explica, em parte, o grande número de promoções em lojas de eletrodomésticos nessa época do ano. "Os eletros querem participar da data, mas o que se vende são os produtos relacionados à vaidade das mães, como secador de cabelo, por exemplo". Os eletrodomésticos ocupam a 6ª colocação na lista de intenções, com 7,89%, ficando atrás de flores, sapatos, cosméticos e jóias. "Se fosse Dia dos Pais, as lojas de eletro teriam mais sucesso ao vender televisores, por exemplo. Para as mulheres, flores têm mais peso que uma TV, pois elas são mais sensíveis".

Segundo Beloti, os empresários do comércio estão otimistas quanto a venda para o Dia das Mães; "A expectativa é que haja um aumento de 18% em relação a 2007". Para ele, é uma expectativa alta pelo fato de o comércio não estar passando por uma fase boa. No sábado, dia 10 de maio, véspera do dia das Mães, as lojas do centro vão ficar abertas até 18h.

Dos 380 entrevistados, a maioria era do sexo feminino (60,26%), tinham entre 16 e 23 anos de idade (28,95%) e renda de até R$ 760 (48,95%).

Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.