Terça-feira, dia 03 de junho de 2008, atualizada às 16h58

Pesquisa do Dia dos Namorados mostra que intenção de compra está entre R$ 50 e R$ 100. Metade das pessoas deve pagar à vista



Priscila Magalhães
Repórter

Uma pesquisa divulgada pelo Sindicomércio mostra que o Dia dos Namorados é uma data importante para esquentar as vendas do comércio. Foram entrevistadas 384 pessoas e 83,85% delas vão às compras estimuladas pelo apelo da data.

O presidente da entidade, Emerson Beloti, comprova este fato, dizendo que, nesta época, as vendas são maiores que para o Dia dos Pais.

Para este ano, a expectativa dos comerciantes é vender entre 18% e 22% a mais que no ano passado, número que vem aumentando com o passar dos anos.

Para Beloti, a explicação está ligada ao envelhecimento da população. "No ano passado, quem não namorava, porque ainda era novo, pode estar namorando neste ano. Assim, há um aumento do número de consumidores para esta data".

De acordo com a pesquisa, 26,3% dos entrevistados pretendem gastar entre R$ 50 e R$ 100, mais que no Dia das Mães, quando a expectativa de gastos estava entre R$ 30 e R$ 50. Este fato está associado ao fato de os juizforanos não terem tantos impostos para pagar em junho. "Até março ou abril, o valor gasto com impostos é grande. Em junho, há a possibilidade de gastar mais com o presente de pessoa que ama".

A expectativa de gastos explica o fato de 50% dos entrevistados optarem pelo pagamento à vista. Segundo Beloti, o valor não é considerado alto, não havendo a necessidade de dividir. O pagamento com cartão de crédito está em segundo lugar na preferência dos entrevistados, com 36,46%. Estes consumidores são os que vão pagar mais de R$ 100 pelo presente.

Mas, mesmo optando por presentes acima de R$ 50, os consumidores estão dispostos a procurar por lojas que vendem mais barato. Como mostra a pesquisa, 30,47% das pessoas optam pelos locais que oferecem o melhor preço. Em segundo lugar, com 21,88%, vem a opção por locais com maior variedade.

O setor de vestuário foi o mais lembrado pelos entrevistados, com 43,23%. Enquanto isso, as flores aparecem em segundo lugar, com 10,16% das intenções, e os bombons, em oitavo, com 3,65%. Para o dirigente, o vestuário ganha pelo valor. "As pessoas preferem aplicar em um produto que vai fazer uma pessoa lembrar da outra por mais tempo".

Sobre as flores e os chocolates, ele diz que são produtos responsáveis por transmitir mais o romantismo. Por isso, são mais procurados por pessoa com idade acima de 30 anos. A pesquisa envolveu, em sua maioria, pessoas com idade entre 16 e 23 anos (54,69%), seguidas daquelas que tem entre 24 e 31 anos (22,66%). Quase 37% dos entrevistados ganham até R$ 760. Em segundo lugar estão aquelas que recebem entre este valor e R$ 1.900.

Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.