Segunda-feira, 04 de agosto de 2008, atualizada às 17h13

Na véspera do Dia dos Pais, lojas ficam abertas até 18h e lojistas estão otimistas. Filhos devem gastar entre R$ 40 e R$ 160 com o presente



Priscila Magalhães
Repórter

O Dia dos Pais é comemorado neste domingo, 10 de agosto, e o movimento no comércio deve se intensificar a partir desta quinta, 07, o que explica o fato de o comércio não estender o horário de funcionamento durante a semana. A alteração acontece neste sábado, 09, quando o comércio funciona até 18h, segundo o Sindicomércio.

Uma pesquisa realizada pela instituição mostra que a intenção de compras está entre R$ 40 e R$ 60 para os pagamentos à vista, enquanto os filhos que pretendem usar o cartão de crédito devem gastar com presentes que vão de R$ 100 a R$ 160. Para 56% dos entrevistados na pesquisa, o pagamento vai ser com dinheiro e cartão de crédito.

Os comerciantes estão otimistas e esperam um aumento superior a 15%, em comparação com o mesmo período do ano passado. Para atingir esta marca, o comércio recorre às promoções, percebidas desde a primeira quinzena de julho. Para alguns comerciantes, essa é a hora de esvaziar o estoque. Dessa forma, os filhos vão encontrar o presente do papai sem ter um gasto muito alto.

Ainda de acordo com a pesquisa, os presentes mais procurados são as roupas e os calçados, seguidos de produtos de perfumaria e livraria. O Dia dos Pais é a quinta melhor data para o comércio, ficando atrás do Natal, do Dia das Mães, dos Namorados e das Crianças.

Cerca de 120 lojistas estendem horário de funcionamento aos sábados

O comércio de Juiz de Fora está autorizado a funcionar até às 16h, aos sábados, desde o final de junho. A medida é facultativa e cerca de 120 lojistas aderiram. O número é considerado baixo pelo Sindicomércio, mas a instituição acredita que os comerciantes vão mudar de hábito aos poucos.

O Sindicato informou que, a partir do momento em que os consumidores começarem a procurar e que os lojistas virem o estabelecimento do lado aberto, vão aderir também. Na ocasião, em entrevista à ACESSA.com, o presidente Emerson Beloti informou que o motivo principal da medida é a grande quantidade de pessoas que vem de cidades vizinhas para comprar em Juiz de Fora.

Segundo a assessoria do Sindicomércio, para que o estabelecimento funcione até às 16h aos sábados, é necessário um acordo entre patrões e empregados, protocolado no Ministério do Trabalho.

Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.