Segunda-feira, 22 de junho de 2009, atualizada às 18h41

Juiz de Fora ganha 426 novos postos de emprego em maio. Saldo anual ainda é negativo

Clecius Campos
Repórter

Juiz de Fora ganhou 426 novos postos de trabalho com carteiras assinadas no último mês. O dado foi divulgado pelo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) do Ministério do Trabalho (MTE) nesta segunda-feira, dia 22 de junho. Segundo as estatísticas, 4.303 pessoas foram legalmente admitidas, enquanto 3.877 perderam o emprego.

Os melhores saldos estão no setor de serviços, com 128 novos postos, e na indústria de transformação, que inseriu mais 127 pessoas no mercado de trabalho formal. Os piores índices foram registrados na atividade de extração mineral, com aumento de um posto, e na administração pública, que perdeu dois empregos formais.

A construção civil em Juiz de Fora apresentou crescimento de 96 postos legais de trabalho em maio. No mês anterior, o número de demissões superou o de admissões e o saldo ficou em -167. De acordo com o presidente do Sindicato da Indústria e Construção Civil de Juiz de Fora, Leomar Delgado, a tendência é que os números continuem melhorando à medida que o fantasma da crise econômica mundial vá desaparecendo. "As construtoras estão retomando o fôlego, já que o mercado mostra possibilidades de reação."

O setor de comércio, que apresentou o segundo pior saldo no mês de abril, passa por maio com 50 contratações. De acordo com o superintendente do Sindicato do Comércio Varejista de Juiz de Fora (Sindicomercio), Sérgio Costa, o número de empregos pode ter subido devido à comemoração do Dia das Mães. "É uma época em que alguns setores fazem contratações temporárias, pois há um aquecimento no setor."

Segundo Costa, as contratações no setor tendem a crescer mais, a partir do segundo semestre, com a chegada do Dia dos Pais, do Dia da Criança e do Natal. Ele acredita que até o final do ano, o saldo será positivo para o comércio em Juiz de Fora. "Vamos terminar o ano com mais carteiras assinadas que demissões."

O balanço desde o início do ano, no entanto, não é tão favorável. Enquanto o MTE registrou 20.819 admissões em Juiz de Fora, o número de desligamentos na cidade foi de 21.030, apontando saldo de 211 empregos formais perdidos. Nos últimos doze meses, Juiz de Fora ganhou 2.334 novos postos de trabalho com carteira assinada.

Os textos são revisados por Madalena Fernandes

Juiz de Fora ganhou

Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.