• Assinantes
  • Autenticação
  • Negócios

    Lojas estão com descontos de até 70% mesmo em alto inverno

    Sindicomércio JF avalia que crise tem causado a aceleração dos grandes descontos, enquanto CDL entende que esta é uma particularidade da estação que é mais curta

    Angeliza Lopes
    Repórter
    7/07/2015
    lojas

    Além das baixas temperaturas em Juiz de Fora, as liquidações de 50% e 70% expostas nas vitrines chamam a atenção do consumidor, mesmo na metade da estação. Para alguns lojistas, as promoções começaram mais cedo, devido à crise econômica que o país enfrenta, já outros destacam que o inverno está cada vez mais curto e esta estratégia é cada vez mais comum nos setores de vestuário. A pesquisa divulgada pela Serasa Experian nesta terça-feira, 7 de julho, mostra que o comércio teve o menor crescimento no primeiro semestre do ano desde 2002. O movimento do varejo registrou expansão de 2,6% de janeiro a junho de 2015, em comparação com o mesmo período do ano passado.

    O superintendente do Sindicato do Comércio de Juiz de Fora (Sindicomércio-JF), Sérgio Costa de Paula, concorda que a situação atual é de preocupação, fazendo com que as lojas liquidem os produtos para reduzir os estoques com mais agilidade. "O aumento da inflação é um fator complicado. Não vejo que o país está ruim, mas as pessoas estão com medo de gastar. O desemprego cresceu e as taxas de juros também, fazendo com que o cenário fique instável, o que deixa o consumidor mais temeroso", explica.

    Já o presidente da Câmara dos Dirigentes Lojistas (CDL), Marcos Tadeu Andrade Casarin, acredita que esta situação seja apenas um reflexo destas vendas sazonais de inverno, que se torna uma estação cada vez mais curta. "O frio mesmo começou só agora e a divulgação está cada vez maior, por isso, o comerciante deve estar atento e ágil para garantir a venda de seus produtos. Eles precisam de circular o estoque e o que não sair dificilmente será aproveitado no próximo ano, visto que as novas tendências e moda estão chegando mais rápido na cidade", afirma.

    Inverno mais curto

    Uma loja de roupas femininas na rua São João está há um mês com descontos de 50% nas vitrines e já tem previsão de fazer pré-lançamento de verão no final do mês de julho. A gerente Michele dos Reis Pacheco não associa esta estratégia à crise econômica do país. Para ela, o inverno está cada vez menor e por isso as liquidações chegam mais rápido. "Esta estação é muito curta, por isso cada ano estamos antecipando mais os descontos. Mesmo com todo este cenário, tivemos um aumento nas vendas de 20% nos seis últimos meses, comparados com mesmo período do ano passado. O juiz-forano é muito atual e compra conforme a necessidade, por isso com esta esfriada, as vendas aumentaram".

    As vendas positivas de Michele não é uma exceção, pois os números divulgados pela pesquisa da Serasa mostra que os melhores resultados foram dos setores de vestuário, com expansão de 5,8%, e móveis e eletroeletrônicos (5,2%). Casarin explica que existem setores que foram mais afetados por esta incerteza psicológica para compras que o consumidor está vivendo. "As notícias sobre crise aumentam o temor do consumidor, existem áreas que são mais afetadas".

    lojasO gerente Fabiano Gonçalves de uma loja de roupas e artigos femininos e masculinos conta que o comércio de vestuário que administra também na rua São João faz dois anos em 2015 que está em Juiz de Fora e não vê que as vendas foram abaixo que o ano passado, mas não cresceram o esperado. "Ainda estamos em processo de fixar nossas vendas, mas a crise influencia na baixa procura. Já trabalhamos com liquidações durante todo o período e tivemos um aumento na vendas entre 10% e 20%".

    Já a vendedora Fernanda Marvalha, de uma loja de sapatos e artigos femininos, ressalta que as vendas caíram muito. "Mesmo no alto inverno estamos com uma liquidação, com preços bem mais baixos, para conseguir liberar o estoque. Já trabalhamos há três meses com o esquema de 'outlet' e mesmo assim a loja está cheia de produtos".

    Conheça nossos planos e serviços

    (32) 2101-2000

    A melhor internet está aqui!

    Conteúdo Recomendado

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.