Wadson Ribeiro Estudante de medicina da UFJF, o juizforano do bairro Linhares ocupa, atualmente, cargo de confiança do Ministro dos Esportes


Thiago Werneck
Repórter
15/01/2007

Presidente da União Nacional dos Estudantes (UNE) de 1999 à 2001, o juizforano do bairro Linhares, Wadson Ribeiro, largou seu curso na Faculdade de Medicina da Universidade Federal de Juiz de Fora para se dedicar a carreira política. Atualmente, ele é Secretário Executivo do Ministério dos Esportes.

Tudo começou há 15 anos, quando Wadson era mais um dos estudantes que fazia parte do movimento caras pintadas, exigindo o impeachment do presidente da república, na época, Fernando Collor de Melo. "A partir daí, fui pegando gosto pela política e me interessando mais pelos grêmios da escola e pelo movimento estudantil", conta.

Já em 1994, Wadson entrou para Faculdade de Medicina da UFJF e o seu primeiro interesse como estudante foi entrar para o, até então, Centro Acadêmico (CA) do curso. "Eu presidi o CA da medicina e em 1997 entrei para Une, onde fui diretor da área biomédica da instituição", recorda Wadson.

Com sua atuação política dentro da Une, Wadson, viveu um dos dias marcantes de sua vida, em Belo Horizonte, em 1999. Foi nesse ano, que com o ginásio do Mineirinho lotado, o juizforano foi eleito presidente da Une. "Foi uma eleição histórica: o mineirinho estava lotado, contou com a presença de Fidel Castro e mudou os rumos da minha vida".

Foto de Wadson Ribeiro Wadson teve se mudar para São Paulo e largou o curso de medicina, entrando de vez na vida política. "Depois que mudei de Minas Gerais já sabia que não ia mais concluir o curso. Mesmo assim, esperava voltar para Juiz de Fora e me formar", lembra.

A conclusão do curso não foi possível porque Wadson passou a fazer parte da coordenação nacional da campanha de eleição de Lula e, também, presidiu a União da Juventude Social (UJS), do PCdoB, até 2006, morando por cinco anos em São Paulo.

Em 2006, Wadson voltou para Minas Gerais, só que dessa vez em Belo Horizonte. O objetivo era tentar a eleição para deputado estadual. Com cerca de 10.500 votos, ele ficou satisfeito. "Tive apenas quatro meses para fazer campanha, tinha acabado de voltar para Minas e por isso acredito ter tido uma boa quantidade de votos", avalia.

Mesmo sem o êxito na eleição, Wadson perseguiu seus ideais e foi convidado pelo Ministro dos Esportes, Orlando Silva, para ser Secretário Executivo da pasta. "O Orlando foi meu antecessor na presidência da UJS e também já havia presidido a Une, então, sempre tivemos um bom contato e aceitei o convite para trabalhar no governo", afirma.

O próximo passo na vida política é tentar mais uma vez a vaga na assembléia legislativa do estado. "Por enquanto espero encerrar esse ciclo no governo. Mas, para o futuro, penso disputar as eleições de 2010, como candidato a deputado estadual", diz.

Caminho do sucesso

Não foi apenas a vontade e gosto pela política que fizeram Wadson chegar a ocupar seu cargo no governo federal. Ele destaca que a esperança e a luta foram fundamentais para conquistar seu espaço. "Todos têm que sonhar e lutar pelos sonhos, essa é a mensagem que deixo".

Foto do Restaurante do Galdino Sobre a política, Wadson reforça que todos devem manter as esperanças e convicções. "As pessoas têm que defender suas idéias, se interessar e não ficarem individualizadas, achando que está tudo errado e que nada vai mudar".

Foi esse sentimento de mudança que incentivou Wadson a entrar na política. "Eu queria fazer uma revolução e por isso me engajei no movimento estudantil", conta.

"Essas participações na área política, desde que eu estava no primeiro ano do ensino médio, foram um grande aprendizado. Quem está engajado aprende muita coisa", observa. Wadson visitou Juiz de Fora para assinar acordos com a prefeitura de Juiz de Fora e também com Instituto Cidade.

Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.