• Assinantes
  • Autenticação
  • Cultura

    ZonaBlue Banda comemora 11 anos de estrada e faz planos de realizar
    show de aniversário no Central, além de lançar um DVD

    Thiago Werneck
    Colaboração*
    26/03/2007

    Um repertório com músicas que marcaram os anos oitenta e a interatividade com o público, durante os shows. Esta é fórmula do sucesso do ZonaBlue, banda juizforana que completa no próximo dia 6 de abril, 11 anos de estrada. Com shows em Juiz de Fora e região, a banda conquistou um público cativo de todas as gerações. Formada pelo vocalista Ricardo Capra (foto abaixo), Luís Henrique (baixo), Dalmo (bateria), Bruno Amaral (teclados) e Alessandro Dias (guitarrista) o grupo é um dos principais conjuntos musicais de Juiz de Fora.

    Prova do sucesso é que o ZonaBlue chegou a fazer mais de cem shows em 2006 e de quebra ainda lançou seu primeiro CD com todas as músicas de autoria da banda. Foram oito meses de preparação para que o disco pudesse ser lançado na cidade. Segundo Ricardo, as quase mil cópias vendidas mostram o reconhecimento da banda. "Com o público sempre cativo e com resultado dos nossos shows, o trabalho vem tendo resultado. As vendas do nosso CD são reflexo disso. Com o apoio da Lei Murilo Mendes conseguimos fazer todas as etapas de produção do CD em Juiz de Fora", ressaltou.

    Além disso, a banda é hoje atração do principal evento dos anos 80 da cidade: a festa Ploc. Festividade que acontece em cidades de todo o país e que em Juiz de Fora sempre tem o ZonaBlue no comando do palco. "Hoje nós temos dois trabalhos. Um é o show com músicas do nosso CD e canções de artistas nacionais e internacionais da década de 80. O outro é a festa Ploc, onde tocamos músicas nacionais só dos anos 80", conta Ricardo.

    Único remanescente da primeira formação do ZonaBlue quando a banda começou em 1994, o vocalista acredita que o diferencial do conjunto é o bom repertório e sua aproximação com o público. "Temos um som bom, a gente coloca o povo para cantar. A participação do pessoal presente dá uma energia muito boa no palco. Fazemos cover, mas todas as bandas famosas também fazem isso em seus shows. Por isso não perdemos nossa identidade", avalia.

    Vem mais CD por aí
    A banda já ensaia um novo CD com a expectativa de lançá-lo no início de 2008, mas por enquanto os esforços estão voltados para realizar os dois primeiros vídeo clips do grupo. A expectativa de Ricardo é que as músicas "Ficar com você" e "Hoje vou sair" ganhem em breve as telinhas da TV. "Além desses projetos estamos na expectativa de fazer uma apresentação no Circo Voador no Rio de Janeiro. Mas o nosso sonho mesmo é tocar no Central. Esperamos fazer o show de comemoração de 11 anos neste teatro belíssimo que, sem dúvida nenhuma, vai ser inesquecível", revela Ricardo entusiasmado.

    Ricardo lembra que o ZonaBlue tem gana pelo sucesso e ainda espera estourar em todo o país. "A maior dificuldade hoje do grupo é conseguir um bom representante fora da cidade. Tínhamos que ter um bom contato para levar nosso som a todo país. O mercado hoje mudou muito e se ganha cada vez menos com a música. Enquanto isso, vamos apresentando nosso som para o pessoal de JF e região", explica.

    Segundo o cantor, para entrar no mundo artístico os músicos tem que ter muita paixão pelo que fazem. "Minha dica para quem está começando agora é que estudem, estudem mesmo... Está cada vez mais difícil ganhar a vida com a música. O custo é alto, requer um investimento pesado. Fizemos duas mil cópias do CD e para isso gastamos cerca de 10 mil reais. Hoje é mais barato contratar um DJ para animar uma festa do que uma banda", conclui.

    Apesar deste cenário pessimista ainda há espaço para esperança de melhora. Ricardo acredita que com um maior apoio do governo os músicos de Juiz de Fora podem ter dias melhores. "Nos últimos 10 anos muita coisa mudou. O apoio dado pelas empresas privadas ao pró-música por exemplo, mostram uma alternativa. Mas é preciso mais. Temos que levar o espetáculo ao público, isso porque falta cultura a maioria da população. Por que não haver um show do ZonaBlue no Vila Ideal por exemplo? Precisaria é claro de alguém para bancar essa idéia e arcar com os custos", ressalta.

    11 anos de banda! Mas, não seriam 13?
    São 11 anos mesmo. É que o ZonaBlue abandonou os palcos em 1998, depois que houve um boom do axé e do pagode na música nacional. "Não teria como acompanharmos esses ritmos, não está nas nossas raízes. Não digo que nunca farei isso, mas esse estilo de música não é minha área", explica Ricardo. O retorno da banda só aconteceu em 2000 quando o vocalista conseguiu reunir novos integrantes que queriam participar da banda, já que os primeiros membros estavam empenhados em outros projetos. Desde então, o grupo permanece o mesmo.

    Já quanto ao nome da banda, Ricardo é curto na explicação "é difícil escolher nome para um grupo. Tem que ser forte, curto, causar impacto e ele ainda deve ter relação com a música do grupo". Acabou que a identidade do conjunto foi achado em uma conversa casual: - Nossa! Mas isso tá uma zona! - Tá uma zona! Mas é uma zona azul (legal)".

    Foi mais ou menos assim o diálogo que deu origem ao nome da banda. Por causa da sonoridade, azul virou "blue".

    Conheça nossos planos e serviços

    (32) 2101-2000

    A melhor internet está aqui!

    Conteúdo Recomendado

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.